A sentida ausência de Pedro Rocha no ataque gremista

Atleta foi vendido em agosto para Spartak Moscou e virou a maior transação do clube; agora na reta final da Libertadores, Grêmio precisa mais do que nunca de substituto de precisão

A sentida ausência de Pedro Rocha no ataque gremista
Imagem: Rodrigo Rodrigues / editoria de arte da VAVEL Brasil

No final de agosto, na metade da Copa Libertadores 2017, o Grêmio vendia um dos principiais jogadores do elenco – Pedro Rocha, autor de quatro gols na competição, e que se tornou a maior venda da história do clube. O Grêmio detinha 100% dos direitos do atleta e fechou a transação com o Spartak Moscou em 12 milhões de euros, o equivalente a R$ 45,2 milhões na época.

Com contrato renovado até 2019, o clube não pretendia vender o atleta tão cedo, mas com a sondagem dos russos em outros cinco jogadores – Kannemann, Arthur, Everton, Luan e Michel – e a oferta irrecusável pelo atacante, não houve outra opção se não aceitar o negócio. Porém, com a importância conquistada no setor ofensivo surge outra questão. Quem poderia substituir à altura Pedro Rocha? Autor de 11 gols no ano, sendo quatro só na Libertadores.

O técnico Renato Portulappi tinha três opções concretas para a posição: Fernandinho, Arroyo ou Everton – até o momento Fernandinho tem sido o mais utilizado e deve ser titular na final da Copa contra o Lanús no próximo dia 22. O colombiano Arroyo perdeu espaço no time e agora por lesão é desfalque certo e o jovem Everton, cresceu na equipe e demonstra potencial.

O fato é: Pedro Rocha se tornou peça fundamental no ataque gremista e mesmo com substitutos à altura, os fatores decisivo e certeiro do atleta ainda podem fazer falta à equipe na final. De viagem marcada para a Rússia o atacante se despediu do clube e da torcida em 2 de setembro em jogo na Arena, contra o Sport pelo campeonato brasileiro, mas a torcida pelo Grêmio continua a observá-lo e agradecendo de longe.

Da Rússia, Pedro Rocha acompanha jogos do Grêmio

Jogando no Spartak Moscou há alguns meses, o ex-atacante gremista segue na torcida pelo tricolor e através do Twitter manda boa vibrações para a equipe.