Grêmio iguala tri conquistado por Santos e São Paulo

Equipe gaúcha se juntou aos brasileiros com maiores títulos na competição

Grêmio iguala tri conquistado por Santos e São Paulo
(Foto: Getty Images)

Na noite desta quarta-feira (29), o Grêmio venceu o Lanús por 2 a 1 e garantiu o Tricampeonato da Taça Libertadores da América. Feito esse que, apenas dois clubes brasileiros haviam conseguido: São Paulo e Santos.

Confira os outros brasileiros campeões da Libertadores: Cruzeiro 2 (1976 e 1997), Internacional 2 (2006 e 2010), Palmeiras 1 (1999), Atlético-MG 1 (2013), Corinthians 1 (2012), Flamengo 1 (1981) e Vasco 1 (1994).

São Paulo Futebol Clube

O Tricolor Paulista ganhou sua primeira Libertadores da América em 1992, quando derrotou os argentinos do Newwel's Old Boys. A equipe argentina venceu a partida de ida, por 1 a 0. E a volta no Morumbi, o placar repetiu a favor do Tricolor. Nos pênaltis, o São Paulo venceu por 3 a 2.

Em 1993, o São Paulo foi bicampeão da Libertadores. No jogo de ida, a equipe brasileira derrotou o Universidad Católica por 5 a 1 no Morumbi. Na volta, os chilenos venceram por 2 a 0, mas não sendo o suficiente para tirar o título dos paulistas.

O tricampeonato veio em 2005, em final brasileira. Quando o São Paulo enfrentou o Atlético-PR na final, empatando o jogo de ida por 1 a 1, fora de casa. E vencendo a volta por 4 a 0, no Morumbi.

(Foto: Getty Images)

Santos Futebol Clube

O Santos foi o primeiro brasileiro a ser campeão da Libertadores, conquista realizada em 1962, contra o Peñarol. No primeiro jogo, o Peixe venceu os uruguaios por 2 a 1 no Uruguai. Na volta, o Peñarol venceu por 3 a 2 em plena Vila Belmiro. O que resultou em um terceiro jogo em estádio neutro, que foi realizado no Monumental de Nuñez, o Santos venceu por 3 a 0 e se consagrou campeão.

O bicampeonato veio logo em 1963, contra o Boca Juniors. Na ida, o Santos derrotou os argentinos por 3 a 2 no Maracanã. E na partida de volta, a equipe brasileira derrotou novamente o Boca por 2 a 1. Que era até hoje, a única equipe brasileira a ser campeã da Libertadores na Argentina.

O Santos foi tricampeão em 2011, numa reedição da final de 1962. Após empatar sem gols em Montevidéu, o Santos venceu o Peñarol por 2 a 1 em partida de volta no Pacaembu. 

(Foto: Getty Images)

Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense

1983

O Grêmio se classificou na Fase de Grupos com cinco vitórias, em seis jogos. O grupo do Tricolor tinha o Flamengo, e os bolivianos Bolívar e Blooming. A equipe gaúcha se classificou com tranquilidade no grupo.

As semi-finais foram em um triangular, com jogos todos contra todos, ida e volta. O grupo do Grêmio tinha Estudiantes e América de Cali. O Tricolor venceu duas partidas, empatou uma e perdeu uma. Se classificando para a final.

O Tricolor Gaúcho levantou sua primeira Libertadores, em 1983. Na partida de ida, o Grêmio foi até o Uruguai enfrentar o Peñarol, e as equipes ficaram no empate por 1 a 1, Tita marcou o gol do Grêmio. No segundo jogo, o Tricolor venceu os uruguaios por 2 a 1 com gols de Caio e César no Olímpico Monumental.

1995

Em 1995, o Grêmio esteve no Grupo 4, junto com Palmeiras, Emelec e El Nacional. Os gaúchos venceram três dos seis jogos, e se classificaram em segundo. Nas oitavas de final, o Grêmio enfrentou o Olimpia e venceu no agregado por 5 a 0.

Nas quartas de final, o Tricolor reencontrou o Palmeiras. Em casa no jogo de ida, os gaúchos venceram por 5 a 0 a equipe gaúcha, mas na volta, o Palmeiras quase devolveu o placar, vencendo por 5 a 1 mas não sendo o suficiente para eliminar o Grêmio. Nas semifinais, o Grêmio teve pela frente o Emelec, as equipes empataram no primeiro jogo por 0 a 0, e no jogo de volta o Grêmio venceu por 2 a 0.

Na final, a partida de ida foi no Olímpico, Marulanda (gc), e a grande dupla Jardel e Paulo Nunes marcaram para o Tricolor, que derrotou o Atlético Nacional por 3 a 1. Na volta, os colombianos ficaram no empate com a equipe brasileira por 1 a 1 com gol de Dinho para o Grêmio. O Grêmio se consagrou bicampeão da competição continental.

2017

Em 2017, o Grêmio teve um grupo formado por Guaraní-PAR, Deportes Iquique e Zamora. A equipe gaúcha passou com certa tranquilidade, com quatro vitórias em seis jogos. Perdendo apenas na quinta quinta rodada para o Deportes Iquique.

Nas oitavas de final, o Grêmio se classificou sobre o Godoy Cruz. A equipe brasileira venceu o jogo de ida na Argentina, por 1 a 0. E também venceu na volta, por 2 a 1. Nas quartas de final, teve confronto brasileiro. O Grêmio enfrentou Botafogo. Na ida, as equipes ficaram no empate por 0 a 0, no Rio de Janeiro. E na volta, o Tricolor venceu por 1 a 0 o Alvinegro. 

Barrios marcou o gol da vitória do Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Na semifinal, o Grêmio enfrentou o Barcelona de Guayaquil, que havia eliminado o Palmeiras e Santos nas fases anteriores. A equipe gaúcha fez um grande jogo na casa do adversário, e derrotou os equatorianos por 3 a 0, com gols de Luan (2x) e Edilson, jogo que teve a grande defesa de Marcelo Grohe. Na volta, o Barcelona-EQU venceu por 1 a 0 na Arena do Grêmio, mas não sendo suficiente para a classificação dos equatorianos.


Foto: Lucas Uebel / Grêmio

Na grande final, o Grêmio enfrentou o Lanús. No jogo de ida, o Grêmio venceu por 1 a 0 com gol de Cicero, que saiu do banco para deixar o Tricolor em vantagem no confronto. Na partida de volta, o Grêmio venceu novamente o Lanús, só que, por 2 a 1. Fernandinho e Luan marcaram os gols do Tricampeonato da Copa Libertadores da América do Tricolor.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio