Ao ataque: a postura do Grêmio para encarar o Lanús na Argentina

Tricolor deve manter sistema tático que funcionou nas partidas fora de casa na Copa Libertadores

Ao ataque: a postura do Grêmio para encarar o Lanús na Argentina
(Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Não é de hoje que o Brasil conhece o Grêmio ofensivo. Jogando no mesmo estilo desde a conquista da Copa do Brasil 2016, o time de Renato Gaúcho alcançou a glória máxima do pentacampeonato e na temporada seguinte almeja conquistar o tri da América, faltando apenas uma partida para tal feito: contra o Lanús na temido estádio La Fortaleza, na quarta-feira (29), às 21h45.

Mas como jogar sem o pilar de confiança argentino, o zagueiro Kannemann? Deveria Renato alterar o esquema? A VAVEL mostra porque o treinador gremista não deverá fazer grandes mudanças no esquema. Confira: 

Solidez e recomposição defensiva

Se os torcedores temem pela escalação de Bressan na zaga, não é pelas atuações recentes do zagueiro, que adquiriu confiança e vem melhorando nas partidas em que tem jogado. É pela solidez de Kannemann, jogador que venceu a Copa Libertadores 2014 e marcou até Cristiano Ronaldo na final do Mundial.

Porém, a defesa do Grêmio não são apenas zagueiros: é um sistema completo, que começa com os atacantes de ponta, Fernandinho e Ramiro. Mesmo com a saída de Pedro Rocha, a recomposição do Tricolor ainda é segura e rápida, com os dois marcadores anteriormente mencionados sempre atentos à saída de bola dos adversários.

Jogo espelhado e alma castelhana

Parecidos de corpo e alma, Grêmio e Lanús são times de muito toque de bola e formações táticas semelhantes, tanto com a bola quanto sem a posse. 

O jogo praticamente espelhado que fez o jogo de ida ser parelho é uma arma que pode favorecer o Tricolor no jogo de volta, considerando que a vantagem de 1 a 0 deve ser levada em consideração para obter o título em caso de empate.

Também pode ser visto como uma vantagem o fato de que o Grêmio é o mais argentino dos brasileiros, tanto a alma castelhana e copeira que sempre fez dele o mais temido em Copas. Desta maneira, o estádio La Fortaleza não será um obstáculo tão grande.

Ataques e contra-ataques do Grêmio

Um jogo de futebol é composto por lances de posse de bola administrada com tranquilidade e de recuperação rápida visando a próxima jogada. E o Grêmio de Renato sabe muito bem o que fazer em ambas as ocasiões.

Jogar com naturalidade e fazer valer o "DNA ofensivo" é o que prega o treinador. Quando tem a bola, o Tricolor tenta pressionar de diversas maneiras e toca a bola até encontrar uma brecha. E é isso que pretende fazer o time na quarta-feira (29), quando poderá tentar tocar bastante a bola para amenizar o clima e a torcida local.

Lanús também é um time de rápida recomposição, mas pode deixar espaços para o contra ataque, onde Ramiro, Luan e Fernandinho trabalham bem a bola para finalizar. São todos estes aspectos que podem ajudar o time de Renato Gaúcho a conquistar o tricampeonato da América.

A provável escalação do Grêmio tem: Marcelo Grohe; Edílson, Bressan, Pedro Geromel, Cortez; Jaílson, Arthur, Ramiro; Luan, Fernandinho e Lucas Barrios.