Marcelo Grohe e suas defesas contribuem para Grêmio tricampeão da Libertadores

Intervenções providenciais e miraculosas são fundamentais para Imortal Tricolor ser o melhor time da América após 22 anos

Marcelo Grohe e suas defesas contribuem para Grêmio tricampeão da Libertadores
Foto: Juan Mabromata/AFP/Getty Images

O clichê de que todo time campeão começa com um grande goleiro evidentemente se aplica ao Grêmio. Após conquistar o tricampeonato da Taça Libertadores da América na noite desta quarta-feira (29) diante do Lanús, os momentos fundamentais para a conquista histórica são relembrados em conversas com uma, duas ou com um grupo de pessoas. Sem dúvidas, as aparições de Marcelo Grohe na reta final do principal torneio das Américas foram fundamentais para motivar ainda mais o elenco e deixar o torcedor tricolor mais convicto de que o título viria. Relembre, neste post, algumas das miraculosas defesas do arqueiro gremista, um dos personagens mais destacáveis do ano.

Grohe atuou apenas no Grêmio durante toda a sua carreira. No banco de reservas, viu o time sair do calvário da Série B com uma vitória improvável sobre o Náutico com quatro jogadores a menos, fora de casa e conquistar o título na Batalha dos Aflitos. Depois, amargou o vice da Libertadores dez anos atrás, contra o Boca Juniors, no Olímpico. Sofreu junto do torcedor com o jejum de 15 anos sem títulos de expressão nacional. E hoje chegou à maior glória.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Barcelona 0-3 Grêmio

O primeiro jogo da semifinal era recheado de tensão e expectativa. Encarar o Barcelona de Guayaquil no Equador, em uma atmosfera hostil contra um adversário que tinha eliminado Palmeiras e Santos nas fases anteriores e não tinha perdido em dois jogos contra o Botafogo na fase de grupos. Porém, o Grêmio colocou um pé na decisão da Libertadores com uma vitória acachapante por 3 a 0 no Equador. Além do resultado, um lance vai ficar na história por muito tempo. No começo do segundo tempo, Ariel Nahuelpán ficou frente a frente com Marcelo Grohe e emendou um forte voleio, mas o arqueiro do Grêmio fez uma defesa monstruosa com o braço direito.

Grêmio 1-0 Lanús

A necessidade em conseguir uma vantagem, por mínima que fosse, deixou o primeiro jogo da final da Libertadores ainda com maiores medidas de tensão e ansiedade. O Grêmio apresentava nervosismo, encontrava dificuldades para superar a marcação adversária. Ao fim das contas, o Tricolor fez valer o mando de campo e conquistou a vitória simples. Porém, Marcelo Grohe foi decisivo mais uma vez no primeiro tempo. Aos 39 minutos de jogo, o zagueiro Braghieri subiu mais alto que a defesa após cobrança de escanteio e testou firme para baixo. O arqueiro se esticou todo para evitar o gol argentino com um milagre em cima da linha.

Lanús 1-2 Grêmio

E, no segundo jogo da final, o que garantiu a taça, Marcelo Grohe apareceu também. O Grêmio já vencia por 1 a 0 em uma jogada espetacular de desarme, contra-ataque e arrancada de Fernandinho. Em uma cobrança de falta aos 29 minutos de jogo, Velázquez cobrou falta e o goleiro se esticou todo para fazer mais uma linda defesa e ser fundamental na conquista do tricampeonato.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA