Grêmio é quinto clube a erguer a taça da Libertadores duas vezes em casas adversárias

Seleto grupo conta com gigantes do futebol sul-americano

Grêmio é quinto clube a erguer a taça da Libertadores duas vezes em casas adversárias
Foto: Divulgação / Conmebol

O Grêmio é tricampeão da América. A Libertadores 2017 veio na noite de quarta-feira, para encerrar o mês de novembro e trazer a nova conquista continental ao clube porto alegrense. O Tricolor igualou o feito de Santos e São Paulo, ambos tricampeões da Libertadores. Com o título, o Grêmio também entrou em outro seleto grupo de campeões.

Somente quatro clubes haviam sido campeões no mínimo duas vezes fora de casa na história da Libertadores. Ou seja, somente quatro agremiações haviam levantado a taça duas vezes em terrenos adversários. Conhecendo a competição e seu histórico, conseguir tal feito não é pouco. Por exemplo, antes do Grêmio em 2017, o Estudiantes de 2009 era o último dos campeões longe de seus domínios, quando venceu o Cruzeiro naquela final há oito anos. Calar estádios adversários é uma magnitude na América do Sul.

O Peñarol, o Boca Juniors e o Olimpia ergueram três Libertadores em estádios adversários. Destaque para os paraguaios, que conquistaram três Copas, as três longe da maior concentração de seu povo. Além desses clubes, o Estudiantes ergueu a Libertadores fora por duas vezes.

O Grêmio agora iguala o feito. Em 1995, após vitória por 3 a 1 no Olímpico, o Grêmio segurou heroico empate fora de casa diante do Atlético Nacional de Medellín. Saiu atrás no marcador, mas Dinho, de pênalti, deixou tudo igual para o título gremista no histórico estádio Atanásio Girardot.

Agora, em 2017, após vitória simples de 1 a 0 sobre o Lanús na Arena, em gol de Cícero, o Grêmio passou por cima do Lanús também na casa argentina, em La Fortaleza. Diante de mais de 40 mil torcedores granates, Fernandinho e Luan aprontaram no primeiro tempo. Sand apenas diminuiu e o Grêmio se sagrou tricampeão da Libertadores na vitória por 2 a 1. No reforço do motivo do texto, é o quinto clube a vencer a Libertadores duas vezes fora de casa. Uma epopeia e tanto para a coleção de recordes e taças tricolores.