Odorico Roman não é mais vice-presidente de futebol do Grêmio

Anuncio foi feito no site do clube na tarde desta segunda (08)

Odorico Roman não é mais vice-presidente de futebol do Grêmio
Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Em comunicado oficial no site do clube, o Grêmio anunciou a saída do vice-presidente de futebol Odorico Roman. A decisão do dirigente foi exclusivamente por motivos pessoais. 

Odorico assumiu o cargo de futebol no fim de dezembro de 2016 e foi foi bastante criticado pela torcida na época. Porém, foi sob comando do dirigente que o Tricolor conquistou o tricampeonato da Libertadores. Na conquista da Copa do Brasil, no ano anterior, Odorico fazia parte do Conselho de Administração do Grêmio.

Em entrevista emocionante para a Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, Odorico falou que já havia comunicado o clube que deixaria a vice-presidência no final de 2017. "É surpresa para quem não sabia. Desde julho está avisado que eu ficaria até o final de 2017. Preciso tratar de alguns assuntos de cunho pessoal e comuniquei ao presidente."  Junto com o dirigente, diretor de futebol do Grêmio Saul Berdichevski também está deixando o time. 

Na manhã de hoje, Odorico participou da apresentação de Paulo Miranda e Thiciano. Durante coletiva, ele aproveitou para afirmar que o "Grêmio terá um time ainda mais forte em 2018". Responsável pelas contratações do time, que ainda busca por um centroavante, Odorico continuará exercendo as funções do cargo até a nomeação de seu sucessor. 

A saída do dirigente foi bastante comentada pelos torcedores no twitter, que se mostraram tristes pela decisão. "Quero agradecer a torcida do Grêmio.(...) A torcida do Grêmio tem que saber que sou muito grato. Eu era uma pessoa desconhecida, a torcida identificou em mim alguém que se preocupa com Grêmio e é isso mesmo", desabafou, emocionado. 

Comunicado Oficial

"O Grêmio comunica aos seus torcedores a saída de Odorico Roman do cargo de vice-presidente de futebol. A decisão, comunicada previamente ao Conselho de Administração, é de caráter exclusivamente pessoal e não tem relação com os procedimentos do Departamento de Futebol.

Até a nomeação de outro vice-presidente de futebol, Odorico Roman seguirá exercendo as funções inerentes ao cargo."