Argel ressalta atuação colorada na vitória contra São Paulo, mas critica Alex por expulsão

Internacional volta a mostra fortes virtudes no sistema defensivo e derrota São Paulo por 2 a 1

Argel ressalta atuação colorada na vitória contra São Paulo, mas critica Alex por expulsão
Foto: Divulgação/Internacional

O Internacional conquistou sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Vitória sofrida, cheia de emoções, mas com um toque de maestria de seu treinador. Argel Fucks montou um meio de campo marcador que neutralizou o São Paulo por praticamente os 90 minutos, no ataque a velocidade de Vitinho e o oportunismo de Sasha garantiram os três pontos do colorado.

Criticado e ainda muito questionado por boa parte da torcida colorada, o técnico Argel teve uma tarde praticamente perfeita no Morumbi, mesmo sendo criticado durante a semana por treinar o time com um esquema mais defensivo, com Anselmo, Fernando Bob e Fabinho formando um trio de volantes, o treinador continuou firme na postura e manteve o que foi treinado, o que de fato surtiu efeitos no jogo de hoje a tarde, a forte marcação, a maneira como taticamente o Internacional se postou dentro das quatro linhas, neutralizou a equipe treinada por Bauza e ainda mais, dominou boa parte da partida, ao fim do jogo, Argel não escondeu a alegria de ter conquistado uma importante vitória que dará tranquilidade ao Internacional;

" Não fizemos mais do que nossa obrigação. Não tivemos dúvida que jogaríamos para ganhar. Saímos na frente, sofremos o empate, mas, mesmo com um a menos, tivemos força para matar o jogo. Tivemos várias chances. O Sasha, além dos dois gols, teve outras duas chances. A equipe está no caminho certo."

Aliás, a expulsão de Alex não passou despercebido pelo técnico colorado que não escondeu a decepção de ver um jogador experiente sendo expulso em um lance "bobo" que inclusive originou no gol de empate do São Paulo;

"Ninguém se escondeu na expulsão do Alex. Foi uma expulsão boba, como a do Vitinho contra o Juventude. Os jogadores correram pelo Alex como foi pelo Vitinho. Tratamos isso internamente, mas o mais importante é o comprometimento. Errar faz parte. Precisamos aprender com os erros. O Alex aprenderá, assim como o Vitinho aprendeu. Sempre peço para começar e terminar com 11."

Alex terá tempo para pensar no que fez e também para tentar recuperar a confiança de Argel, o meia colorado ainda não conseguiu se firmar no colorado depois da saída do técnico Diego Aguirre, em números, o Alex anotou apenas um gol sob o comendo de Argel no Inter, quando enfrentou o Palmeiras no jogo de ida das quartas de finais da Copa do Brasil no ano passado.

A vitória foi fundamental para a recuperação do Inter na tabela, pois na primeira rodada o colorado havia empatado em casa contra a Chapecoense. O próprio Argel ressaltou que no vestiário o discurso era de recuperar os dois pontos perdidos em casa, além é claro de recuperar a estima do time e a confiança da torcida, o grupo precisava de uma atuação segura e confiável, foi isso que Argel ressaltou na entrevista;

"Fizemos uma partida segura, consistente e convincente. O adversário tem muita qualidade. Poderíamos até ter um jogo mais tranquilo pelas oportunidades que tivemos. Foi uma equipe organizada, que sabe o que quer. Os jogadores buscam se afirmar cada vez mais. Dá convicção para mostrar que o trabalho está certo, mas não fizemos mais do que nossa obrigação. Deixamos dois pontos em casa e buscamos hoje. É apenas a segunda rodada. Ainda tem muita água para rolar.", encerrou

Argel não tera muito tempo para treinar o Inter, pois já na quinta-feira o colorado recebe o Sport em casa pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, o jogo será no Estádio Beira Rio, ás 16h.