Coritiba e Internacional empatam no Couto Pereira em jogo movimentado

Empate em 1 a 1 frustra as duas equipes que buscavam reencontro com triunfos

Coritiba e Internacional empatam no Couto Pereira em jogo movimentado
Foto: Divulgação / Internacional
Coritiba
1 1
Internacional
Coritiba: Wilson; Walisson Maia, Luccas Claro, Nery Bareiro e Carlinhos; Edinho, Dodô, Ruy (Vinicius, min.85), Juan e Felipe Amorim (Leandro, min. 66); Kléber.
Internacional: Danilo Fernandes; Wilian, Alan Costa, Ernando e Geferson (Artur, min. 50); Fernando Bob, Fabinho, Anderson (Alex, min. 68) e Gustavo Ferrareis (Aylon, min. 71); Vitinho e Eduardo Sasha.
Placar: 0-1, min 33, Anderson. 1-1, min 70. Nery Bareiro
ÁRBITRO: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao , auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Daniel Henrique da Silva Andrade. Cartões Amarelos: Coritiba; Nery Bareiro, Luccas Claro. Internacional; Alan Costa, Gustavo Ferrareis, Eduardo Sasha e Vitinho. Cartão Vermelho: Nery Bareiro.
INCIDENCIAS: Estádio Couto Pereira, Curitiba-PR. Público pagante: 8.798 Público total: 9.535 Renda: R$182.630,00

Coritiba e Internacional fecharam a 10ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2016, o jogo ocorreu nesta quinta-feira na capital Paranaense. Em campo debaixo de muito frio e na companhia da neblina, as equipes ficaram no empate em 1 a 1, Anderson abriu o placar para os visitantes, Nery Bareiro empatou para o Coritiba.

Com o empate, a situação das duas equipes não ficou muito alterada, o Coritiba permanece na zona de rebaixamento agora com 9 pontos, ocupando a 17ª posição. O Internacional chega aos 20 pontos, na vice liderança o colorado agora fica a dois pontos do Palmeiras.

No domingo, as duas equipes voltam a jogar. O Coritiba viaja a Florianópolis para enfrentar o Figueirense e o Inter jogará em casa diante do Botafogo, às 16h.

Coritiba pressiona, mas quem marca é o Colorado

Precisando sair da zona de rebaixamento, o Coritiba tomou a iniciativa do jogo e tentou pressionar o Internacional nos primeiros minutos, porém bem postada defensiva a melhor defesa do campeonato não deu espaços e praticamente não levou sustos nos primeiros 15 minutos de partida.

Passado o período de pressão dos donos da casa, o jogo começou a ficar mais aberto, o primeiro lance de perigo da partida saiu de uma falta cobrada na entrada da área por Juan, o meia do Coxa cobrou com categoria e a bola passou muito perto do gol de Danilo Fernandes. Quatro minutos depois, aos 23 minutos, foi a vez do Internacional quase abrir o placar, Anderson cruzou na cabeça de Ernando que testou firme e obrigou Wilson a fazer uma grande defesa.

O Coritiba era quem mais chegava no ataque mas esbarrava na zaga colorada e por muitas vezes em sua própria falta de criatividade, apostando sempre em Kléber o que tornava os ataques dos paranaenses previsível. Aos 34 minutos quem surpreendeu foi o Inter, após cobrança de lateral, Ernando escorou de cabeça para o meio da área onde o baixinho Anderson desviou de cabeça e abriu o placar para o Internacional.

Os minutos finais da primeira etapa mostraram um Coritiba mais nervoso, que não conseguia sequer assustar mais a equipe gaúcha, que, por sua vez, quase ampliou o placar aos 48 minutos. Em um contra ataque puxado por Anderson, que deixou Gustavo Ferrareis em boas condições na entrada da área, mas o garoto acabou finalizando para fora.

Neblina, empate do Coritiba e final dramático

A segunda etapa começou com a neblina chamando a atenção, mas diferente do que aconteceu na quarta em Chapecó, ela não influenciou no jogo, em campo o Internacional quase ampliou o placar logo aos dois minutos com Sasha, o atacante colorado conseguiu se desmarcar do zagueiro após belo cruzamento de Wilian e obrigou Wilson novamente a fazer um milagre. Aos sete minutos em boa jogada trabalhada do ataque colorado Vitinho chutou de longe e assustou o goleiro do Coritiba.

Claramente com uma postura mais defensiva, o Internacional chamou o Coritiba para o seu campo, estratégia que deu errado. Aos 23 minutos, Kléber quase empatou o jogo de carrinho dentro da área, o lance resultou uma grande defesa de Danilo Fernandes. A pressão do Coxa surtiu efeitos na cobrança de escanteio, em um desvio na primeira trave a bola sobrou livre para Nery Bareiro empatar a partida.

O gol mudou a partida: o Internacional voltou a atacar e deixou o jogo novamente mais aberto, principalmente após as entradas de Alex e Aylon. Os minutos finais foram dramáticos para as duas torcidas, enquanto o Coritiba precisava desesperadamente do gol da vitória. O Coxa viu seu zagueiro Nery Bareiro ser expulso já nos acréscimos.

Do lado colorado, as lesões assombraram a equipe, logo após Argel fazer a terceira substituição, o goleiro Danilo Fernandes sentiu uma lesão e ficou no sacríficio até o fim da partida. Do mesmo jeito, Aylon se machucou em uma disputa de bola e não conseguia mexer o braço, mesmo assim permaneceu em campo. Com esse cenário a partida se encerrou mantendo o Coritiba na zona de rebaixamento e o Internacional na vice liderança.