Presidente do Inter reclama: "CBF precisa pegar os árbitros com condições de apitar a Série A"

Vitorio Piffero se manifestou após derrota para o Botafogo no Beira Rio, que custou a liderança ao colorado

Presidente do Inter reclama: "CBF precisa pegar os árbitros com condições de apitar a Série A"
Foto: Internacional/Divulgação

A derrota deste domingo (26) para o Botafogo, em pleno Beira Rio, foi díficil de digerir para a diretoria do Internacional. Em um jogo emocionante marcado por alguns lances polêmicos, a cúpula colorada não pensou duas vezes em criticar a arbitragem de Wilton Pereira Sampaio. Após a derrota por 3 a 2, o presidente Vitório Piffero reclamou da expulsão o volante Fabinho no final do primeiro tempo e de um suposto pênalti não marcado em cima de Ernando. 

Minutos após o apital final, o primeiro a se pronunciar sobre a polêmica arbitragem foi Carlos Pellegrini, vice-presidente de futebol, visivelmente irritado. "Mal intencionado esse juiz! Pênalti e expulsou nosso jogador! Esse sujeito vem aqui e faz isso", disse o cartola. Mais cauteloso nas palavras, o presidente Piffero também criticou o juiz -- e atacou a Confederação Brasiliera de Futebol. "O lance do Fabinho não era falta para expulsão. A partir dali virou dez contra 11. É ruim falar da arbitragem, mas estamos nos sentindo prejudicados como um todo. A CBF precisa pegar os árbitros com condições de apitar na Série A e sortear todos. Quando são indicados dois ou três, aí deixa margem. Sorteie entre todos os dez jogos. Se isso acontecer, me comprometo a nunca mais reclamar da arbitragem", afirmou.

Alguns jogadores também falaram sobre a partida, mas evitaram falar sobre a arbitragem. Eduardo Sasha, autor do primeiro gol colorado na partida, preferiu apenas comentar sobre o rendimento colorado e lamentou a falta de atitude e os importantes pontos perdidos em casa -- se conquistasse a vitória, o Inter terminaria a rodada na primeira colocação. "A gente tem que tirar de lição, porque não é a primeira vez que acontece. Não podemos perder esses pontos em casa. Faltou atitude, que a gente não teve no primeiro tempo. Deixamos o Botafogo abrir uma boa vantagem, e depois não conseguimos buscar", disse o camisa 9. 

O zagueiro Ernando, capitão da equipe neste domingo e autor do segundo gol colorado, lamentou o fracasso em casa, que começou com gols sofridos logo no início da partida. "Nos primeiros três ou quatro minutos conseguimos tocar a bola, mas depois cedemos dois gols muito rápido, em erros nossos. Depois, com a expulsão, dificultou mais ainda. Valeu o espírito de luta, mas é um jogo para ser esquecido", disse.

Apesar da derrota em casa e de somar apenas um ponto dos últimos nove disputados, o Internacional permanece na vice liderança do Campeonato Brasileiro, com 20 pontos, dois a menos que o líder Palmeiras. Na quarta-feira (29), o Colorado encara o Flamengo, fora de casa, às 19h30.