Lateral Ceará reprova exames médicos e Internacional desiste de contratação

Jogador havia sido anunciado pelo clube gaúcho, que agora abre mão de negociações

Lateral Ceará reprova exames médicos e Internacional desiste de contratação
(Foto: Coritiba/Divulgação)

Anunciado na tarde de ontem, o lateral Ceará, que estava no Coritiba, não será mais jogador do Internacional. O jogador reprovou nos exames médicos do clube, que, portanto, abriu mão da contratação, chocando torcedores e até mesmo a esposa do atleta, que havia dito que o mesmo estava no auge de sua performance física.

Confira a nota divulgada pelo Internacional: 

"O atleta Ceará esteve em Porto Alegre hoje realizando exames médicos e não atingiu a condição adequada para seu aproveitamento imediato. Sendo assim, o jogador não será contratado. O Clube agradece a todos os envolvidos na negociação e deseja sorte ao atleta."

Marcos Venâncio de Albuquerque seria repatriado e assinaria contrato até 2017 no clube que o consagrou profissionalmente, quando conquistou a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes como titular absoluto da equipe, chegando até a ser responsável por marcar Ronaldinho Gaúcho na partida contra o Barcelona.

Desde a saída do lateral titular Willian para a Seleção Olímpica, o clube buscava um substituto à altura, e Ceará era a opção escolhida para suprir a necessidade iminente. O jogador já havia disputado 21 partidas na temporada, e, quando perguntado sobre sua situação física, afirmou: 

“O dia a dia vai mostrar. Eu continuo da mesma forma, treinando firme, correndo da mesma maneira, me dedicando. Sempre procurei me alimentar da melhor forma possível, me cuidar, porque é o corpo que faz com que eu esteja jogando até hoje".

Coritiba irá a justiça; entenda: 

Agora, o time da capital paranaense afirma que irá acionar a justiça no caso do lateral. Isso se dá devido ao fato de que a rescisão contratual já foi efetuada. Caso vença a causa, o Coxa deverá receber um valor total de R$ 1 milhão do clube gaúcho.

Até o fechamento desta matéria, o Internacional ainda não havia entrado em contato com o Coritiba, que também não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

ATUALIZAÇÃO: O vice jurídico do Inter afirma que o clube não terá custos adicionais com Ceará.