Da busca pela liderança à luta contra o rebaixamento: o primeiro turno do Internacional

Balanço do Internacional no primeiro turno do Campeonato Brasileiro 2016

Da busca pela liderança à luta contra o rebaixamento: o primeiro turno do Internacional
VAVEL Brasil

O Internacional encerrou no domingo (7) o primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2016. Até a metade da competição, o clube gaúcho viveu de tudo um pouco: chegou a liderar a competição no início, mas encerrou a dois pontos da zona de rebaixamento, passando por trocas de técnico até o anúncio de Celso Roth.

O tropeço da estreia foi seguido de recuperação

Desde a primeira partida na competição, o Internacional já dava indícios que não seria fácil alcançar seus objetivos. O primeiro “tropeço” veio logo na estreia, em casa, diante da Chapecoense, quando a equipe até então comandada por Argel Fucks apenas empatou em 0 a 0. Durante o jogo, um pênalti ainda foi desperdiçado pelos gaúchos.

Após o tropeço na estreia, o Colorado conseguiu alcançar uma sequência de quatro vitórias seguidas, duas delas fora de casa contra São Paulo e Santos, considerados grandes adversários no cenário nacional e no final da 5ª rodada, após 15 pontos disputados o Internacional conquistou 13 pontos, chagando então a liderança da competição.

Foi nessa sequência que o Internacional fez o melhor jogo até aqui na competição. Diante do Atlético Mineiro, dentro do Beira-Rio, o time não só venceu como também convenceu, com trocas de passes rápidos e com objetividade. Assim conseguiu envolver a equipe mineira e vencer por 2 a 0, deixando uma boa impressão ao torcedor. Após a vitória o Inter chegou a 19 pontos e seguiu líder da competição.

O fim da boa fase e a saída de Argel

O bom futebol apresentado diante do Atlético Mineiro não teve continuidade, logo no jogo seguinte o Internacional iniciou uma sequencia negativa, que já duram 11 jogos. Nesse período foram três empates e oito derrotas.

Nesse meio tempo, o treinador Argel Fucks não aguentou a pressão e foi demitido do cargo na 14ª rodada da competição, após uma derrota fora de casa contra o Santa Cruz. Pelo Campeonato Brasileiro deste ano Argel ficou no comando da equipe gaúcha por 14 jogos. Com ele foram seis vitórias e seis derrotas, além de dois empates.

Falcão não conseguiu trazer a tranquilidade

Com o objetivo de acalmar a crise, o Internacional anunciou Paulo Roberto Falcão como novo treinador do time. Falcão chegou com o apoio de grande parte da torcida, muito por conta de sua história enquanto jogador do clube na década de 1970, época do último título de Campeonato Brasileiro do Inter. Porém o novo treinador não conseguiu tirar o Inter da crise, sua estreia à frente da equipe gaúcha foi com uma derrota por 1 a 0 em casa diante do Palmeiras que então era o líder da competição.

Falcão não conseguiu sequer uma vitória na sua volta ao Inter e na tarde do dia 8 de agosto, por meio de uma nota oficial no site do clube, foi anunciada a saída do treinador, após cinco jogos. Nestas cinco partidas no comando do Colorado, Falcão amargou quatro derrotas e um empate. Com isso, seu aproveitamento foi de apenas 13%.

Também por conta da má fase que vive o time gaúcho, Carlos Pelegrini pediu dispensa de seu cargo após a derrota em casa diante do Corinthians. Pellegrini ficou exatamente um ano a frente do Internacional como vice-presidente de futebol, ele assumiu essa função após a morte de Luiz Fernando Costa.

O Beira Rio já não era o suficiente

Nem mesmo o fator casa, que sempre foi muito forte no Internacional, vem ajudando o clube gaúcho. Nessa sequência negativa foram cinco jogos em casa, sendo quatro derrotas e um empate. Uma dessas derrotas foi diante do Grêmio, maior rival do Internacional, no clássico que ficou falado por conta do “trator”.

A torcida esteve do lado

Um fator que chamou a atenção foi à boa presença de público no estádio Beira Rio, mesmo com o time em uma fase não tão boa e o ingresso em torno de R$50,00, a torcida abraçou o clube e se fez presente em bom número em todos os jogos. A média de público foi de 22.859 torcedores por jogo.

O maior público registrado foi de 36.229 torcedores no clássico Gre-Nal. Alguns torcedores insatisfeitos com a situação do clube protestaram contra alguns jogadores e direção ao final das partidas, pedindo dos atletas mais garra dentro de campo. Entre os jogadores os principais alvos foram o meia Anderson e o atacante Vitinho. Vitorio Pifero, presidente do Inter, foi fortemente criticado pela torcida. Alguns protestos contaram com força e violência, necessitando da intervenção da Brigada Militar. As devidas providências já foram tomadas pela direção colorada.

Os números

Em 19 rodadas até então o Internacional marcou 21 gols e sofreu 23. Foram seis vitórias, quatro empates e nove derrotas, terminando essa primeira fase na 13ª colocação com 22 pontos.

Com isso, o aproveitamento total do Inter dentro da competição foi de 38,6%. Eduardo Sasha e Vitinho com quatro gols cada, são os artilheiros colorados dentro da competição.

Celso Roth salvará o Inter da crise?

Na manhã desta segunda-feira (9), Celso Roth foi anunciado como novo treinador colorado até o final da temporada. Essa será a quarta passagem de Roth como técnico do Inter. A mais marcante foi em 2010, quando a equipe gaúcha conquistou o bicampeonato da Copa Libertadores da América. Com a intenção de tirar o Inter da crise, também foram aninciados Fernando Carvalho, Ibsen Pinheiro e Newton Drummond, que assumiram cargos de direção no clube.

Para Celso Roth, o mais importante agora é montar um time equilibrado:

“Temos um turno todo. Estamos com uma pontuação difícil, mas absolutamente administrável. Tudo é possível com a integração do grupo de trabalho. Não só da diretoria, mas dos jogadores. Impressionante como se personalizou isso. Quando se fala de Celso Roth, se fala de volantes, de retranca, de defesa. Mas eu sempre preguei o equilíbrio. Time desequilibrado não consegue chegar onde quer. Generalizando, é mais fácil montar uma equipe defensivamente. Cumprir um esquema é mais fácil do que ser criativo”, falou o novo comandante.

O próximo desafio do Internacional será fora de casa contra a Chapecoense. Para continuar com esperanças de reverter essa situação, o Inter precisa vencer.