Celso Roth avalia evolução do Internacional após empate: "Foi um time organizado"

Celso Roth e Fernando Carvalho analisaram com positividade a evolução da equipe

Celso Roth avalia evolução do Internacional após empate: "Foi um time organizado"
(Foto:Divulgação/S.C Internacional)

Neste domingo (21), o Internacional aumentou a crise que assombra o time gaúcho contra o São Paulo, no Beira-Rio, em jogo válido pela 21ª rodada do Campeoanto Brasileiro. O Colorado das Glórias empatou em 1 a 1 com gol de pênalti para o São Paulo cobrado por Cueva  e gol de Ernando (ou Mena) para o Inter.

O Internacional passou para o seu décimo terceiro jogo sem vencer, na 15° colocação da tabela com 23 pontos somados.

Mesmo com o resultado considerado negativo, pode-se dizer que foi a melhor partida do time em muitos jogos, pois os jogadores pareceram mais organizafos em campo, e mais confiantes.

O meia Seijas, foi o destaque da partida, e vem sendo um jogador que a torcida classifica como 'aguerrido' e que honra a camisa. Após a partida, o camisa 23 colorado declarou: "É inacreditável, tivemos muitas chances de gol e mais um pênalti. Estamos evoluindo. Na minha visão, estamos melhorando, não sei pela opinião de vocês (imprensa), mas para mim sim. Agora é fechar a boca, e jogar. O torcedor tem todo o direito de protestar. Mas agora é hora de honrar o escudo que tem nessa camisa."

O atacante Sasha lamentou a falta de sorte do time colorado: "Parece que as coisas não estão querendo acontecer pra gente. A gente tá se esforçando e tentando de tudo, mas parece que não quer acontecer."

Danilo Fernandes, que não precisou trabalhar muito durante a partida, manifestou a sua satisfação pela melhora em campo: "Fui muito pouco acionado, porque nós ficamos na pressão o tempo inteiro. Mas agora é erguer a cabeça e conseguir a vitória, já estamos melhorando muito."

O vice-presidente Fernando Carvalho lamentou o empate, e comentou sobre a partida: "Infelizmente não conseguimos a vitória. O nosso time jogou bem, jogou melhor, mas agora não temos que ficar lamentando. É valorizar esse 1 ponto e seguir trabalhando. Estamos no caminho. Agradeço a torcida que nos incentivou até o final."
 
Ao ser questionado sobre ter que observar mais de perto a zona de rebaixamento, o vice-presidente falou: "Não podemos enganar a torcida, estamos numa fase ruim, e próximos da zona ruim. Mas vamos trabalhar pra melhorar essa fase. Hoje eu vi uma evolução, a pressão no segundo tempo foi visível, e a defesa foi muito bem."

A evolução do time na visão do técnico

O comandante colorado, Celso Roth, comentou sobre a evolução do time, e comentou que ainda tem muito o aue melhorar no time: "Foi uma boa partida. Mostramos uma evolução. Foi um time organizado, que tentou jogar, que não perdeu a confiança em nenhum momento. E quanto as substituições: nós precisávamos de força."

Infelizmente, Valdívia desperdiçou a chance de vencer a partida, em uma jogada que o árbitro marcou pênalti para o Inter e o "PokoPika" cobrou fraco e o goleiro defendeu. Com isso, o Inter ficou sem vencar o jogo e o técnico Celso Roth avaliou o lance.

"Nós temos dois batedores de pênalti: o Seijas e o Valdívia, mas ele foi infeliz, acontece... Temos que continuar treinando, continuar trabalhando e eu sigo dizendo: "temos que melhorar, temos que melhorar e temos que melhorar muito!" Temos um jogo difícil lá em recife, e vamos trabalhar muito (...) Ainda temos tempo, claro que queríamos estar em outra situação, mas agora vamos trabalhar pra encurtar esse tempo que temos, pra poder passar uma tranquilidade para o torcedor. No próximo jogo precisamos de organização, que já vinhamos tendo, e vamos tentar nos recuperar."

O lateral-direito, William, conquistou neste sábado (20) a medalha de ouro com a seleção olímpica de futebol masculino, e desembarcou em Porto Alegre neste domingo às 13h onde já ficou concentrado com o restante da equipe e jogou junto com seus companheiros contra o São Paulo na tarde deste domingo. William declarou: "É um momento muito difícil. Ontem (sábado) fomos campeões olímpicos, entramos para a história da seleção olímpica. Mas, a partir do momento que desci em Porto Alegre, o meu foco mudou. Agora, é pensar no Inter. Meus companheiros estão dando a vida. Quando falaram para mim, se eu queria estar aqui, na hora disse que sim, consegui entrar em campo. Estou meio sem ritmo. Mas esse é espírito, temos que dar o máximo."

A próxima partida do Internacional é contra o Sport, no sábado (28), na Ilha do Retiro, às 18h30.