Atacantes brilham e Internacional vence Figueirense para retomar liderança da Série B no Beira-Rio

Com superioridade, Colorado aplicou o placar de 3 a 0 no alvinegro e retomou a liderança ao empatar em pontos com América Mineiro

Atacantes brilham e Internacional vence Figueirense para retomar liderança da Série B no Beira-Rio
(Foto: Ricardo Duarte / Divulgação Internacional)
Internacional
3 0
Figueirense
Internacional: Danilo Fernandes; Cláudio Winck (Alemão), Ernando, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson (Charles), D'alessandro, William Pottker e Eduardo Sasha (Nico López); Leandro Damião; Técnico: Guto Ferreira
Figueirense: Saulo; Dudu, Marquinhos, Leandro Almeida e João Lucas; Pereira, Abuda (Patrick), Marco Antônio e Xuxa (Lucas Silva); Zé Eduardo e Henan (Nicolas Careca);
Placar: William Pottker (3' 1ºT), Leandro Damião (8' 2º) e Nico López (37' 2º).
ÁRBITRO: Péricles Bassols, auxiliado por Clóvis Amaral da Silva e Cléberson do Nascimento Leite (trio pernambucano).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, realizada no estádio Beira Rio, Porto Alegre - RS.

De volta ao estádio Beira Rio, o Colorado voltou a vencer. Na tarde chuvosa deste sábado (16), o Internacional aplicou uma goleada por 3 a 0 diante do Figueirense, pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017.

Após ter sua sequência de seis vitórias consecutivas quebrada pelo Juventude, o time gaúcho volta a somar pontos. Os gols da partida foram todos marcados por atacantes. William Pottker, Leandro Damião e Nico López, foram os autores que escreveram a vitória colorada.

Vitória construída desde cedo

O Internacional começou a construir sua vitória desde início da partida. De cara, logo aos três minutos, a famosa “lei do ex” não falhou. O lateral-esquerdo Uendel  recebeu  próximo à linha de fundo, e cruzou para o atacante William Pottker (revelado pelo Figueira), que de carrinho completou para o fundo da rede. Aos 11 minutos, o lateral Cláudio Winck avançou conduzindo a bola pela ponta direita e chutou de fora da área. O goleiro Saulo tenho segurar, mas a bola escapou, indo para escanteio.

O primeiro bom lance dos visitantes saiu apenas aos 23 minutos. O atacante Henan foi acionado na área e de cabeça mandou para o gol, mas Danilo Fernandes mandou para escanteio. Aos 34, após uma falta marcada a favor dos visitantes, o capitão D’Alessandro recebeu o terceiro amarelo e fica de fora do próximo jogo. Um minuto após, Eduardo Sasha arrematou de longe, mas a bola se perdeu pela linha de fundo assustando os catarinenses.  Cinco minutos mais tarde, Edenílson chegou bem na área, mas na hora do arremate a bola ficou com o goleiro Saulo.

Etapa para ampliar

Na retomada do segundo tempo, o lateral Alemão ingressou na vaga de Claúdio Winck, que ao se chocar com o goleiro adversário levou a pior e teve de ser substituído.  

Novamente, o Inter voltou a marcar cedo. Aos 8 minutos, após cobrança de escanteio realizada por D’Alessandro, Leandro Damião pôs a cabeça na bola, que desviou no goleiro catarinense e foi para o fundo do gol. Porém, dois minutos após o gol, Damião recebeu um cartão amarelo por uma falta feita por trás.

Aos 11 minutos a primeira boa chance do Figueirense na segunda etapa. O atacante Zé Love chutou cruzado, buscando Henan, mas o zagueiro Victor Cuesta interceptou. Aos 14 minutos, depois de um escanteio dos visitantes, William Pottker arrancou do campo defensivo até a área. Pela direita, o atacante viu Leandro Damião, tirou do goleiro no passe, mas na “hora H”, o volante Abuda chegou para recuperação.

Na sequência, o técnico Milton Cruz mexeu duas vezes. Aos 15 minutos, o comandante tirou o meio-campista Xuxa e pôs Lucas Silva, da mesma posição. Aos 17, entrou Nicolas Careca na vaga de Henan, ambos atacantes.

Aos 24 minutos, Uendel cruza para Leandro Damião, que sozinho cabeceia por cima do gol. Aos 28, Guto Ferreira decidiu mexer pela segunda vez. O treinador sacou o atacante Eduardo Sasha , para a entrada de Nico López, da mesma posição. Passados três minutos, a defesa Colorada afasta um cruzamento efetuado pelo meia Marco Antônio, em cobrança de falta. A continuação do lance se deu em um cruzamento feito por Marquinhos, que tento Nicolas Careca que não alcançou a bola.

Aos 37 minutos da etapa complementar, Uendel fez fila pela esquerda. O lateral cruzou rasteiro para Nico López, que mandou para o fundo do gol. Três minutos após o tento Colorado, os dois comandantes resolveram mexer. No Inter, Charles entrou na vaga de Edenílson. No Furacão, Abuda saiu para a entrada de Patrick. Após o gol, o Inter até tentou pressionar, mas última boa chance da partida foi do Figueirense. O recém chegado Patrick acionou Nicolas Careca, que saiu cara a cara com Danilo Fernandes. O atacante chutou forte e a bola explodiu no travessão. 

O árbitro deu mais três minutos de acréscimo, mas não deu tempo para mais nada. Ao final da partida, uma cena inusitada. O lateral Alemão atravessou o campo de joelhos. Segundo o atleta, o ato foi para cumprir uma promessa feita após que ele voltasse aos gramados. A ação mobilizou os torcedores que ovacionaram o atleta.

                           (Foto: Ricardo Duarte / Intenacional)

Como ficam

O Internacional retorna a campo no próximo sábado (23), às 16:30 contra o Náutico, fora de casa. Com a vitória, o Saci chegou aos 45 pontos. Assim, os gaúchos retomam a liderança junto ao América-MG, por terem o mesmo número de pontos. Porém, o que isola o colorado na posição são as vitórias, pois o Celeiro de Ases tem 13 vitórias, uma a mais que o Coelho.

Já o Figueirense perdeu uma posição. Com a derrota, o Furacão caiu para 18ª posição e segue com seus 25 pontos. O alvinegro volta a campo também no próximo sábado, às 16h30 diante do ABC, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.