Internacional e América-MG duelam pela liderança da Série B no Beira Rio

Equipes estão com a mesma pontuação na Série B; Inter não pensa em final antecipada

Internacional e América-MG duelam pela liderança da Série B no Beira Rio
(Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional)
Internacional
América-MG
Internacional: Danilo Fernandes; Alemão, Ernando, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson e D'Alessandro; William Pottker, Leandro Damião e Eduardo Sasha. Técnico: Guto Ferreira
América-MG: João Ricardo; Norberto, Rafael Lima, Lima e Pará; Juninho, Ernandes, Renan Oliveira, Matheusinho; Luan e Edno
ÁRBITRO: Marcelo Aparecido R de Souza, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo
INCIDENCIAS: Partida válida pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, sendo disputada no estádio Beira Rio, Porto Alegre/RS

A briga pelo topo da Série B do Campeonato Brasileiro vai ganhar um clima de final às 19h30 desta quarta-feira (27) no estádio Beira Rio. O Internacional, líder da competição, irá receber o América Mineiro, vice-líder. Os dois times estão com os mesmos 48 pontos. Assim, quem vencer fica liderança isolada e mais próximo do acesso para a Série A.

Inter conta com retorno de D'Alessandro para buscar a liderança isolada

Danilo Fernandes; Alemão, Ernando, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson e D'Alessandro; William Pottker, Leandro Damião e Eduardo Sasha. Sem mistérios no Beira Rio. Guto Ferreira, técnico do Internacional, comandou o treino que definiu a escalação Colorada para encarar o América-MG valendo a liderança da Série B.

Guto Ferreira, vai poder contar com a volta do meia D’Alessandro, que ficou de fora da última vitória do time por conta do terceiro cartão amarelo. O zagueiro Ernando, que havia ficado de fora do treino de segunda-feira (25), trabalhou normalmente nesta terça-feira (26) e fica à disposição de Guto para a partida. Ernando formará dupla de zaga com Víctor Cuesta. Já o lateral-direito Claudio Winck segue com problemas na coxa e ficará de fora desta partida.

Mais uma vez Guto Ferreira trabalhou a bola parada defensiva, cobrando uma rápida saída em contra-ataque dos atletas. Sem a gravação de imagens, o treinador também treinou a bola parada ofensiva. Edenílson e D’Alessandro conversaram em particular com Guto durante a atividade.

Clima de final apenas entre os torcedores. Diretoria e comissão técnica encaram como um duelo decisivo, mas nada de “final antecipada”. Confira o que disse Guto Ferreira e Roberto Melo, vice de futebol do clube.

“Eu não consigo enxergar em um campeonato de pontos corridos uma rodada decisiva. Jogaremos contra o América-MG e depois o campeonato seguirá. Só saberei se é decisiva ou não no final. Neste momento, é importante”, declarou Guto Ferreira.

“Não encaro como final. É mais um jogo importante. São mais três pontos. É um jogo extremamente difícil. Uma equipe muito bem treinada, encaixada. Trabalharemos para descansar e fazer um grande jogo”, afirma Melo.

América-MG esperar quebrar tabu para conquistar a liderança da Série B

Além de um Beira Rio lotado nesta quarta-feira, o América, que também quer a liderança da Série B, joga contra um grande tabu. O Coelho não vence o Inter há 17 anos jogando na casa Colorada.

Enderson Moreira, treinador do América-MG trabalhou durante a semana tentando encontrar o melhor time possível para manda a campo em Porto Alegre. O departamento médico do time liberou o zagueiro Messias, mas a tendência é que Enderson mantenha a dupla Lima e Rafael Lima, que vêm dando certo nas últimas partidas do Coelho.

Também por opção de Enderson Moreira, Edno substitui Hugo Almeida no ataque. O meia Ernandes, que estava machucado também volta ao time titular. Ausência certa é a do atacante Bill, que está suspenso.

Provável escalação do América-MG: João Ricardo; Norberto, Rafael Lima, Lima e Pará; Juninho, Ernandes, Renan Oliveira, Matheusinho; Luan e Edno.

“Uma equipe não é feita somente de um sistema defensivo. O todo conta para que a equipe seja sólida dentro de campo e nosso sistema defensivo começa lá na frente, com os atacantes. Eles dão combates para que a bola chegue quebrada no sistema defensivo. O Internacional tem um poder ofensivo grande, vai estar jogando em casa e nos pressionar. Precisamos ser competentes em todos os setores. Temos que estar preparados. Se queremos estar no topo da tabela, são esses jogos que são importantes para mostrar nosso poder”, comentou o lateral direito Ceará, ex-jogador do Internacional.