Inter empata com Oeste em Barueri e garante retorno à Série A

Time gaúcho volta à elite do futebol brasileiro após empate sem gols

Inter empata com Oeste em Barueri e garante retorno à Série A
Partida foi de muita marcação e pouca inspiração (Foto: Ricardo Duarte/S.C Internacional)
Oeste
0 0
Inter
Oeste: Rodolfo; Daniel Borges, Joílson, Leandro Amaro, Willian Cordeiro; André Vinícius (Lídio), Wilson Matias, Danielzinho, Velicka (Robert); Raphael Luz e Mazinho | Técnico Roberto Cavalo
Inter: Danilo Fernandes; Claudio Winck, Thales, Léo Ortiz, Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, Felipe Gutiérrez, Camilo; William Pottker e Eduardo Sasha (Carlos) | Técnico Odair Hellmann
ÁRBITRO: Péricles Bassols Pegado Cortez, auxiliado por Clóvis Amaral da Silva e Marcelino Castro de Nazaré | | | Cartões Amarelos: André Vinícius e Lídio; Camilo e Léo Ortiz
INCIDENCIAS: Partida válida pela 36° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Acabou o inferno! O Internacional está de volta a primeira divisão do Campeonato Brasileiro após 36 rodadas de Série B. O jogo da noite desta terça-feira (14), contra o Oeste, em Barueri, teve o placar zerado e poucas chances de gol, mas ficará para sempre na memória do torcedor.

Atingindo os 65 pontos necessários para o acesso, o Colorado segue na segunda posição, agora com o Ceará em sua cola, com apenas dois pontos a menos. O Oeste por sua vez fica com 58 pontos e cai uma posição para o Londrina, ficando em sexto e dificultando o acesso.

Na próxima rodada, o Inter ainda não vai para casa: enfrenta o Goiás (14°) no Serra Dourada, enquanto o Rubrão vai até o Frasqueirão enfrentar o lanterna ABC.

Poucas chances e zero inspiração

A partida começou com muita movimentação de ambas as equipes, mas sem chances concretas de gol. Os atacantes do Inter eram lentos em campo e não se desvencilhavam da marcação do time paulista.

Eram muitos passes e muita marcação, sem criatividade. A primeira chance veio apenas aos 25', quando Pottker começou a sair da área para buscar a bola. Ele pegou de longe, da intermediária e arriscou batendo forte e colocado, perto da meta.

O Colorado seguiu tentando cruzamentos, mas sem sucesso. Camilo era o único que tentava levantar a bola, mas a zaga do Oeste tirava. Os mandantes conseguiram chegar forte apenas uma vez, quando Velicka lançou e Danilo Fernandes saiu tirando de soco.

Aos berros de Odair Hellmann, o Inter viu-se em perigo mais uma vez. Mesmo com três volantes em campo, o time não conseguiu impedir grande chance de Willian Cordeiro aos 42'. Ele cortou para dentro, de fora de área e o arqueiro colorado fez bela defesa, no último lance da primeira etapa.

Nada de gols e Inter garante acesso à Série A

Para a segunda etapa, o time gaúcho voltou levemente melhor, enquanto o Rubrão manteve a mesma postura. Camilo ainda era quem mais pegava na bola, e tentou em cobrança de falta aos oito minutos, batendo na barreira.

Quem tentou novamente foi Edenílson aos 23', quando disparou uma bomba e de fora da área e o goleiro Rodolfo precisou esticar-se para defender. Satisfeito com o empate, o Inter então apenas segurou o placar.

Tentando mudar a partida, ambas as equipes fizeram alterações no ataque com substituições, mas Roberto Cavalo Odair Hellmann não foram felizes nas mudanças, pois o jogo não se alterou.

A última chance da partida foi do atacante Carlos, que pegou contra ataque no fim da partida e mesmo tendo Nico López Camilo ao seu lado, invadiu a área e bateu para fora. O juiz apitou para o fim do jogo, e fim do inferno dos Colorados. O Celeiro de Ases está de volta à primeira divisão.