Internacional supera Guarani com gols de Nico López, mas termina Série B como vice

Colorado vence com gols do uruguaio, mas América-MG também confirma três pontos no seu compromisso e conquista Série B

Internacional supera Guarani com gols de Nico López, mas termina Série B como vice
Foto: Divulgação / Internacional
Internacional
2 0
Guarani
Internacional: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Thales, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, D'Alessandro, Camilo e William Pottker; Nico López.
Guarani: Vagner; Bruno Souza, Diego Jussani, Philipe Maia e Salomão; Evandro e Baraka; Denner, Luiz Fernando e Richarlyson; Bruno Mendes
Placar: 1-0, Nico López. 2-0, Nico López
INCIDENCIAS: Partida válida pela 38ª rodada da série B 2017, disputada no beira-rio em Porto Alegre

O Colorado precisava vencer e torcer por tropeço do América Mineiro. Ele não veio no jogo de Belo Horizonte. No Beira-Rio, Nico López foi veloz e marcou duas vezes no primeiro, mas o América marcou com Rafael Lima para definir-se como o campeão desta Série B. O Inter terminou com 71 pontos como segundo colocado. O torcedor mesmo assim reconheceu e aplaudiu no Beira-Rio. O Coelho mineiro terminou com 73 pontos na primeira colocação.

Nico López aproveita chances e abre vantagem

Bruno Lopes teve liberdade para avançar no primeiro ataque, encontrou o experiente Richarlyson na área, mas o jogador do Guarani chutou nas redes pelo lado de fora, assustando aos colorados antes dos 5 minutos.

O Inter entrou no jogo. D’Alessandro cobrou escanteio, o também argentino Victor Cuesta cabeceou e a bola foi para grande defesa do arqueiro, que espalmou. Aos 8 minutos, o primeiro grande lance de Nico López. Ele recebeu, mas chutou alto demais.

Em seguida, o gol. O uruguaio Nico aproveitou sua titularidade na partida da tarde no lugar do ausente Leandro Damião e cumprimentou as redes pela primeira vez aos 15 minutos.

O Beira-Rio trazia a tranquilidade do dever cumprido na última rodada. A decisão do título passava ao jogo de BH entre América e CRB. Então, Nico López ampliou aos 25 minutos. D’Ale começou a jogada, Camilo ajeitou e Nico fez o 2 a 0, para delírio dos colorados que arriscaram pegar uma chuva no sábado.

O Inter da última rodada com Odair Hellmann era diferente. Camilo ganhando oportunidade para servir o inspirado Nico López, sinais melhores do que ocorreu durante a Série B de tantos problemas na construção e finalização. Do lado do Guarani, o time apático ainda construiu um pouco no final da etapa. O meia Baraka cobrou falta nas redes pelo lado de fora.

No primeiro tempo, Inter teve 60% de posse de bola e 60% das finalizações. Foram seis das dez feitas no jogo, contra outras quatro bolas disparadas a gol pelo Guarani, mas sem sucesso por parte dos campinenses.

Inter encaminha vitória, mas América é o campeão

No segundo tempo, chance do Guarani. Luiz Fernando arriscou de fora da área aos 5 minutos e a bola acertou o travessão sobre Danilo Fernandes. Os treinadores não gostavam do que viam na arrancada da etapa final e colocaram seus reservas no trabalho de aquecimento com os preparadores.

Richarlyson levou perigo ao rolar bola para Denner, mas o chute do jogador do Guarani foi defendido com o elástico Danilo Fernandes, que salvou o Colorado. Além da grande atuação ofensiva, Nico López, autor dos gols, garantiu uma expulsão no Guarani. Maia o atingiu e foi para o chuveiro mais cedo. O jogo ficou absolutamente tranquilo, com o perigoso Bugre mais contido.

O placar não se dilatou mais. Somente Edenilson, ao receber desmarcado aos 28 minutos, chutou alto demais, por cima da meta na chance de escancarar com o terceiro. O tempo passou no Beira-Rio e a vitória do América Mineiro confirmou as equipes em suas respectivas posições. O Inter foi o vice-campeão e o América ergueu a taça em Belo Horizonte. Ainda no estádio colorado, nada de brigas ou vaias, mas reconhecimento ao time que lutou nesta última rodada da Série B. Ano que vem o Colorado está de volta ao convívio dos maiores do país.