Lesão, importância tática e final em baixa: a temporada de Eduardo Sasha com o Internacional

Jogador não conseguiu demonstrar bom futebol de 2015 e marcou apenas três gols em 2017

Lesão, importância tática e final em baixa: a temporada de Eduardo Sasha com o Internacional
Foto: (Divulgação / Internacional)

Eduardo Sasha começou o ano lesionado. Antes mesmo do início da pré-temporada o jogador passou por um procedimento cirúrgico no tornozelo direito que o incomodava desde 2014. A operação fez com que Sasha perdesse o primeiro semestre inteiro de treinamentos e jogos da equipe de Antônio Carlos Zago

Sasha retornou aos gramados no dia 31 de maio na partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil diante do Palmeiras no estádio Beira-Rio, onde ainda se recuperando e sem ritmo de jogo, pouco pode fazer para evitar a eliminação da equipe gaúcha.

Mesmo sem atuar o nome do camisa nove colorado foi especulado no São Paulo, em uma possível troca envolvendo Wellington Nem que acabou não indo adiante.  A esperança no Beira-Rio era de que Sasha, após se livrar das dores, voltasse a demonstrar o desempenho do ano de 2015 quando era treinado por Diego Aguirre.

O jogador conquistou a posição na equipe já comandada por Guto Ferreira devido à sua capacidade de cumprir a função idealizada pelo treinador de recompor sem a bola e atacar com ela pela extrema esquerda. Assim, se tornou um dos jogadores de confiança de Guto, principalmente após a sequência de dez vitórias em onze jogos, a que consolidou a equipe na liderança da Série B.

Quando as derrotas começaram a vir e o ataque passou a depender exclusivamente de Leandro Damião para marcar seus gols, as críticas tanto a Eduardo Sasha quanto a William Pottker cresceram. Sasha passou a ser alvo de críticas em todas as partidas e viu a sombra do meia Camilo, que foi contratado junto ao Botafogo, crescer e ser aclamado pela torcida. Na ultima partida da temporada, Odair Helmann que será o treinador da equipe em 2018, deixou Sasha no banco de reservas e optou por Camilo atuando pela extrema esquerda.

Eduardo Sasha tem contrato até o final de 2020 e mesmo sem ter tido uma temporada em que pudesse se firmar, deverá permanecer para o próximo ano. E segue a expectativa de todos para que o futebol de 2015 seja retomado pelo jogador. Sasha atuou em 27 partidas e marcou apenas três gols na temporada 2017.