D'Alessandro: ídolo que voltou para cumprir seu papel no Internacional

Gringo largou oportunidade de Libertadores pelo River para ajudar Colorado a sair da Série B

D'Alessandro: ídolo que voltou para cumprir seu papel no Internacional
Foto: Ricardo Duarte / Internacional

No início de 2016, o argentino Andrés Nicolás D’Alessandro se despedia do Internacional para ir por empréstimo ao River Plate, time que o revelou. A torcida colorada sentiu, e sentiu muito. Era um líder, um ídolo, um colorado de verdade que havia deixado o clube. Mal sabia o argentino que faria tanta falta e que no final do ano o Sport Club Internacional estaria rebaixado pela primeira vez na sua história.

D’Alessandro, então, resolveu voltar em 2017 para ajudar o colorado a sair desta situação. Saiu do clube argentino, que jogaria uma libertadores da América, para dar forças ao Internacional, na Série B. Muitos diziam não acreditar que D’Alessandro faria a diferença. Que ele não teria “pique” para aguentar a grande sequência de jogos durante a temporada.

Diante disso, ele baixou a cabeça e trabalhou. Logo no primeiro semestre do ano, já se via a diferença do gringo nos jogos. Dos seus gols, suas assistências, da sua qualidade técnica e de uma coisa que não aparecia no Beira-Rio há muito tempo: raça! No segundo e último semestre do ano, D’Alessandro esbanjava saúde e qualidade técnica. Ultrapassava os seus 50 jogos na temporada,decidia jogos e era um dos mais regulares dentro do elenco colorado, provando o contrário do que diziam lá no começo.

Fora das quatro linhas, ele também foi muito importante. Sempre junto com o grupo, motivando, sendo sério quando tinha que ser e descontraindo quando era o momento. Entrevistas sempre defendendo o elenco, sendo escudo para que nada atingisse e afetasse isso dentro de campo.

No final do campeonato, chegou até discutir com alguns torcedores. Errado? Talvez... Mas o fato é que a torcida colorada ama o D’Alessandro e o D’Alessandro ama o Inter. E os dois juntos, mais o elenco colorado, botaram o Inter de volta para Série A, e isso jamais será esquecido.