Joinville e Atlético-GO não saem do zero em duelo de poucas chances

Dois times mostram muita disposição porém longe da precisão necessária para capitalizar as chances em jogo que terminou 0 a 0 na Arena

Joinville e Atlético-GO não saem do zero em duelo de poucas chances
Foto: Divulgação/Joinville EC
Joinville
0 0
Atlético-GO
Joinville: Oliveira; Everton Silva, Ligger, Bruno Aguiar, Diego; Naldo, Paulinho Dias, Pereira (Diones, min. 75), Carlos Alberto, Juninho (Murilo, min. 61); Gabriel Vasconcelos (Fernando Viana, min. 61). Técnico: Hemerson Maria
Atlético-GO: Marcos; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino, Romário; Michel, Pedro Bambu, Magno (Bruno Barra, min. 80), Willian Schuster (Luiz Fernando, min. 63), Gilsinho (Jorginho, min. 72); Alison. Técnico: Marcelo Cabo
ÁRBITRO: José Cláudio Rocha Filho (SP) Cartões Amarelos: Joinville: Ligger (min. 46), Carlos Alberto (min. 47) e Bruno Aguiar (min. 49) Atlético-GO: Alison (min. 36), Willian Schuster (min. 40), Lino (min. 47) e Marcos (min. 92) Cartão Vermelho: Alison (min. 78)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016

Nessa terça (14) o Campeonato Brasileiro Série B 2016 em sua 9ª rodada teve o encontro entre Joinville e Atlético-GO na Arena Joinville. Em uma partida de pouco primor técnico e muita disposição e nervosimo de ambos os lados, o placar ficou mesmo em 0 a 0.

Com o resultado o Joinville chegou aos 10 pontos e segue na parte baixa da tabela, em 15º lugar. Já o Dragão vai tem o dobro de pontos, com 20, e ocupa a vice-liderança.

Na próxima rodada o time catarinense recebe o Ceará na sexta-feira (17) às 19h15. Os goianos jogam no dia seguinte (18), às 16h no Serra Dourada contra o CRB.

A primeira chance do jogo foi do time catarinense com oito minutos, com Pereira fazendo boa arrancada e batendo de canhota, mas Marcos defendeu sem problemas. Com 20 minutos foi a vez de Juninho bater de pé esquerdo e exigir de Marcos bons reflexos,para evitar o tento que abriria o placar.

Na segunda parte do primeiro tempo o jogo decaiu muito de ritmo, com o JEC tendo dificuldade para propor o jogo e os goianos apostando nos contra-golpes e foi num deles em cobrança de falta de Romário que Oliveira subiu alto para evitar o gol e no intervalo o jogo ficou mesmo em 0 a 0.

Depois do intervalo, o Joinville teve mais uma oportunidade e já aos cinco minutos, Carlos Alberto mandou um chute forte, mas, no meio da meta, Marcos encaixou sem problemas. Com 11, em bom contra-golpe, Michel fintou a marcação e obrigou a Oliveira a espalmar pra linha de fundo.

Com 21 minutos, Paulinho Dias arriscou de longe para mais uma segura intervenção. Nos últimos minutos o jogo perdeu em qualidade com o Dragão satisfeito com o resultado e o JEC sem criatividade para desempatar e assim o placar ficou zerado no norte catarinense