Lisca culpa erros na finalização na derrota para o Bragantino: "Não fomos efetivos"

Depois de muita espera, jogo que começou às 22h30 terminou com vitória do Massa Bruta por 2 a 0, que deixou o JEC mais longe da saída do Z-4

Lisca culpa erros na finalização na derrota para o Bragantino: "Não fomos efetivos"
Em seu segundo jogo no comando do JEC, Lisca conheceu primeira derrota (Foto:Divulgação/Joinville)

O Joinville visitou o Bragantino na noite deste sábado (16) em um confronto direto da parte de baixo da tabela. Antes empatados na tabela, o resultado de 2 a 0 a favor dos mandantes, deixou o JEC na antepenúltima colocação, quatro pontos atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento da Série B.

Antes mesmo da partida iniciar algo parecia complicar tudo. As luzes do Nabizão estavam em massa com problemas, com isso a partida foi obrigada a ser atrasada em mais de uma hora. Há informações que, por volta das 20h15min houve um estouro em um poste de luz do lado de fora do estádio e, por isso, o lado esquerdo do Nabizão foi desligado.

Com o começo da partida por volta das 22h30, a equipe mandante entrou a todo vapor, contando com três atacantes em campo. A torcida mandante viu sua equipe ser a dominante por uma boa parte do primeiro tempo, tanto é que, ainda nos primeiros minutos, o Bragantino abriu o placar com Marcos Paulo. A partir do gol o Joinville começou a pressionar e Heliardo desperdiçou uma grande chance na cara do gol.

O técnico do Joinville, Lisca, avaliou como decisivo para o resultado final o gol sofrido logo nos primeiros minutos. Para o treinador, o JEC pecou no acabamento da jogada, e por isso saiu derrotado de SP.

"Tomamos um gol cedinho, atrapalha muito o planejamento, o time demorou um pouquinho para entrar no jogo, sofreu um pouquinho até os 15, mas depois entrou no jogo, teve as ações, mas não teve contundência para transformar a posse de bola em possibilidade de gol. As poucas que tivemos também não fomos felizes, com o Heliardo, com o Carlos, algumas situações no primeiro tempo. No segundo tempo abrimos um pouco o time, voltamos com uma substituição, com o Juninho um pouco mais ofensivo. Tivemos a vantagem numérica, e aí fomos donos do jogo, com a posse de bola, no campo dos caras, mas, mais uma vez, não conseguimos ser efetivos", avaliou.

O começo do segundo tempo foi dramático para o Braga, afinal teve a perda de um jogador logo de largada, contando com a expulsão de Erick. Contudo, mesmo contando com esse fator a menos do oponente, o JEC não soube aproveitar seu número de atletas avantajado e, acabou levando mais um gol nos acréscimos da etapa complementar, saindo derrotado pelo placar de 2 a 0.

Para as próximas rodadas, Lisca, que comandou apenas o segundo jogo à frente do JEC, espera encaixar os novos contratados e achar um equilíbrio para tirar o time do Z-4.

"Trabalhar, achar a melhor formação, encaixar as peças. Hoje tentamos com Heliardo, Carlos e Bruno. No primeiro tempo faltou um pouquinho de força ofensiva. Mas, no segundo, com a entrada do Juninho, o Bruno já entrou melhor. Organizamos melhor. Não temos muitos jogadores de força, então vamos trabalhar", disse.

Com o resultado, o Joinville segue na zona de rebaixamento, ainda com 14 pontos somados. Na terça-feira (19), o JEC joga importante confronto contra o Goiás, primeiro time fora do Z-4, às 21h30.