Em noite chuvosa e de pouco futebol, Joinville empata com Bahia em Santa Catarina

Tricolor baiano até saiu na frente, mas cedeu o empate ainda no primeiro tempo

Em noite chuvosa e de pouco futebol, Joinville empata com Bahia em Santa Catarina
Foto: Divulgação/Joinville Esporte Clube
JOINVILLE
1 1
BAHIA
JOINVILLE: SAMUEL PIRES; EVERTON SILVA, DANRLEI, FABIANO ELLER E DIEGO; NALDO, MATHEUS BERTOTTO, BRUNO RIBEIRO (FERNANDO VIANA) E BRUNO FARIAS (CARLOS ALBERTO E HELIARDO); GIVA E JAEL. - TÉCNICO: LISCA
BAHIA: MURIEL; EDUARDO (TINGA), JACKSON, LUCAS FONSECA E MOISÉS; LUIZ ANTONIO, JUNINHO E RENATO CAJÁ (RÉGIS); ALANO (VICTOR RANGEL), HERNANE E EDGAR JUNIO. - TÉCNICO: GUTO FERREIRA
Placar: 0-1, 20', JAEL. 1-1, 47', EDGAR JUNIO
ÁRBITRO: VINÍCIUS GONÇALVES DIAS ARAÚJO APITA O CONFRONTO, AUXILIADO POR FABRÍCIO PORFÍRIO DE MOURA E LEANDRO MATOS FEITOSA
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA 22ª RODADA DA SÉRIE B DO CAMPEONATO BRASILEIRO. DISPUTADO NA ARENA JOINVILLE, EM SANTA CATARINA. PÚBLICO TOTAL DE 2.860 TORCEDORES, PARA UMA RENDA DE R$ 31.780,00

Na noite desta terça-feira (30), o Joinville recebeu o Bahia na Arena Joinville em jogo válido peça 22ª rodada da série B do Campeonato Brasileiro. Sem muita inspiração, as duas equipes ficaram em um empate de 1 a 1 em Santa Catarina. O Bahia saiu na frente com um gol de Edgar Junio, mas, ainda no primeiro tempo, a equipe do JEC buscou o empate com Jael. Muriel foi o destaque do jogo.

Antes mesmo de a bola rolar, a equipe do Bahia não seguiu o protocolo inicial de jogo, entrou em campo quando o hino nacional brasileiro já estava sendo executado. Antes disso houve reclamação por parte da equipe do Joinville por conta do atraso. Os atletas e comissão técnica do time de Santa Catarina falaram que o atraso da equipe baiana prejudicou o aquecimento dos donos da casa. Segundo o técnico do Bahia, Guto Ferreira, o atraso foi devido a um problema com as meias dos jogadores.

Com a bola rolando o Joinville levou perigo logo na primeira chegada ao ataque, com o meia Bruno Farias que após receber um passe na intermediaria a arriscou um chute de fora da área que passou muito perto do gol defendido por Muriel. No primeiro tempo o jogo foi de poucas oportunidades e de pouca criação de ambos os lados, com a bola rodando muito no meio de campo, as equipes não encontraram espaços para criar. Assim a alternativa encontrada foi a bola levantada na área, foi quando o sistema defensivo das equipes teve que trabalhar para evitar os gols por cima.

Aos 10 minutos do primeiro tempo, Bruno Farias cobrou escanteio na cabeça do atacante Jael que mandou a bola para fora, perdendo uma boa oportunidade para a equipe de Santa Catarina. Em resposta ao ataque do JEC, o meia Renato Cajá, também em cobrança de escanteio, deixou o lateral Moisés sozinho na cara do gol, mas desequilibrado, mandou a bola para fora.

Foi aos 19 minutos que saiu o primeiro gol da partida. Em um ataque pela lateral, Eduardo cruzou a bola para a área e após uma furada do lateral Diego a bola sobrou para o atacante Edgar Junio, que sozinho chutou forte de pé esquerdo e abriu o placar para o Bahia. No minuto seguinte ao gol, Edgar Junio quase marcou mais um, após cruzamento para a área o atacante do Bahia cabeceou a bola para fora, levando muito perigo ao gol dos donos da casa.

Após o gol do Bahia novamente o jogo ficou preso no meio de campo, desse vez quem chagava mais era o Joinville, mas a defesa do time baiano conseguia afastar o perigo. Foi somente nos acréscimos do primeiro tempo que o Joinville conseguiu empatar o jogo. Após boa jogada pela lateral, a bola sobrou com Bruno Ribeiro que conseguiu colocar a bola com perfeição na cabeça de Jael, que de testa mandou para o fundo das redes, empatando a partida no último minuto do primeiro tempo.

Na volta do intervalo o Joinville começou logo atacando. Antes mesmo de 1 minuto de jogo, Muriel salvou o Bahia duas vezes de levar o gol da virada. Após uma falha da defesa da equipe baiana, a bola sobrou para Jael que abafado pelo goleiro não conseguiu finalizar, na volta a bola sobrou com Giva que obrigou Muriel fazer um milagre.

Aos 6 minutos do segundo tempo, os donos da casa tentaram colocar uma pressão, Bruno Farias assustou o time do Bahia após chutar com perigo e a bola passar muito perto do gol de Muriel. Após uma cabeceada de Giva, aos 10 minutos, o goleiro do Bahia defendeu mais uma.

Com as duas equipes bem fechadas novamente a alternativa foi a bola levantada na área, mas esse tipo de jogada não levou perigo para nenhum lado. A fim de vencer o jogo, os dois técnicos mexeram em suas equipes, porém os dois times não conseguiam criar jogadas de perigo. O jogo ainda teve seis cartões amarelos, quatro do Bahia e dois do Joinville. O jogo, que terminou empatado, teve como destaque o goleiro Muriel que fez pelo menos quatro intervenções que poderiam ter dado a vitória ao JEC.

Com o placar final o Joinville chegou a 22 pontos conquistados e segue em 18º colocado na zona de rebaixamento da competição, já o Bahia, que também somou um ponto, é o 7º colocado da classificação geral. O próximo jogo do JEC é fora de casa contra o Londrina. O Bahia vai receber o Vasco na Arena Fonte Nova na próxima rodada.