Joinville enfrenta Náutico em busca de recuperação na Série B

Time catarinense quer a vitória para se aproximar do décimo sexto colocado, enquanto os pernambucanos precisam dos três pontos para manter vivo o sonho do G-4

Joinville enfrenta Náutico em busca de recuperação na Série B
Foto: Divulgação/Joinville Esporte Clube
Joinville
Náutico
Joinville: Jhonatan; Reginaldo, Danrlei, Fabiano Eller e Fernandinho; Naldo e Bertotto; Juninho, Giva e Bruno Ribeiro; Jael. Técnico: Lisca
Náutico: Júlio César; Walber (Joazi), Igor Rabello, Adalberto e Gastón; João Ananias, Rodrigo Souza e Renan Oliveira; Jefferson Nem, Bergson e Rony. Técnico: Givanildo Oliveira
ÁRBITRO: Igor Junio Benevenuto (MG); Assistentes: Pablo Almeida da Costa (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, a ser disputada na Arena Joinville, em Joinville/SC.

Nesta terça-feira (13), às 19h15, o Joinville encara o Náutico em jogo válido pela 25° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016. A partida acontece na Arena Joinville e deverá contar com duas equipes sem muitas mudanças em relação à rodada passada.

Depois de empatar com o Tupi em casa, o JEC tem uma nova chance de se aproximar dos primeiros times fora da zona de rebaixamento. Com 23 pontos, os comandados de Lisca querem a vitória a todo custo para se manter vivo na luta pela permanência na Série B.

Já pelo lado alvirrubro, a história é quase a mesma. A única diferença é que o clube pernambucano luta para entrar no G-4. Após o empate contra o Bahia, na Arena de Pernambuco, o Timbu está seis pontos atrás da zona de acesso à Série A e terá que ganhar jogos fora de casa se quiser continuar brigando.

Pior mandante da Série B, JEC terá apoio do torcedor para mudar a situação

Além de ser o pior time jogando dentro de seus domínios, o Joinville tem o pior ataque da competição. Vindo de um empate, a equipe catarinense fez uma ação para tentar mudar o jogo em relação à essas estatísticas. A diretoria trocará ingressos para o confronto contra o Náutico por brinquedos e alimentos, e assim, espera contar com casa cheia diante dos alvirrubros.

"Acompanhei a campanha. Uma campanha muito válida para ajudar as crianças que precisam. Nada melhor do que lotarmos a Arena terça-feira. Creio que nada melhor que estarmos unidos para tirar o Joinville dessa situação, então contamos com a presença do torcedor e se Deus quiser uma bela vitória diante dos torcedores", afirmou o autor do gol contra o Tupi, o meia Juninho.

Em campo, o time que deverá iniciar a partida não deverá ter muitas mudanças. Everton Silva e Fabiano Eller, expulsos contra o Londrina, retornam à equipe. Por outro lado, o zagueiro Ligger está suspenso depois de ter recebido o terceiro cartão amarelo.

No departamento médico, nenhuma novidade. Robertinho e Diones seguem se recuperando de lesão e não ficam à disposição do técnico Lisca para o jogo.

Para se aproximar do G-4, é vencer ou vencer

Após dois resultados frustrantes na Série B, o Náutico deseja garantir os três pontos nesta terça-feira e seguir brigando por uma vaga entre os quatro melhores colocados. O time alvirrubro perdeu para o lanterna Sampaio Corrêa, de virada, e empatou por 0 a 0 contra o Bahia diante de sua torcida.

O técnico Givanildo Oliveira estreou rodada passada e já conseguiu deixar o time com mais posse de bola e opções de lances ofensivos. Mas a bola não entrou. Com chances perdidas, o escrete de Conselheiro Rosa e Silva viu a vitória escapar por pouco e agora precisa de pontos fora de casa.

Para o jogo, o treinador não poderá contar com o zagueiro Rafael Pereira, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o meia Vinícius, que sentiu um desconforto muscular na coxa direita e não viajou para Santa Catarina. Fora esses dois desfalques, a equipe que entra em campo deverá ser a mesma que atuou diante do Bahia.

"Não fugir do que a gente fez hoje (jogo contra o Bahia). A gente teve bastante volume de jogo, tivemos posse de bola, finalização, impomos o nosso ritmo, que foi atacar o tempo todo. É fazer isso lá em Joinville e buscar uma vitória que é importante para a gente. Cada jogo é um jogo. Apesar de eles não virem bem, têm uma grande equipe, tem um grande treinador, uma torcida boa, e vão jogar em casa. Temos que se unir, se abraçar e fazer cada vez mais o que a gente vem fazendo", disse o atacante Bergson sobre o que o Náutico deve fazer para conquistar uma vitória fora de casa.