Joinville bate Paraná, volta a vencer após nove rodadas e mantém sonho de permanência

Fernando Viana fez o gol da partida ainda no primeiro tempo, colocando fim na sequencia de nove jogos sem vitória do JEC

Joinville bate Paraná, volta a vencer após nove rodadas e mantém sonho de permanência
(Foto: Divulgação / Esporte Clube Joinville)
Joinville
1 0
Paraná
Joinville: JHONATAN; REGINALDO, RAFAEL DONATO, LIGGER E FERNANDINHO; NALDO, TINGA, ERICK LUIS (DIEGO), CARLOS ALBERTO (ALDAIR) E FERNANDO VIANA (CLAUDINHO); JAEL; TÉCNICO - RAMON MENEZES.
Paraná: WENDELL; LUCAS TAYLOR, ZÉ ROBERTO, ALISSON E RAFAEL CARIOCA; WELLINGTON REIS, ANDERSON UCHOA, FERNANDES (GUILHERME QUEIROZ), MURILO RANGEL (NÚBIO FLÁVIO), NADSON; LÚCIO FLÁVIO; TÉCNICO - ROBERTO FERNANDES
Placar: 1-0, 8'/1ºt, Fernando Viana
ÁRBITRO: CLÁUDIO FRANCISCO LIMA E SILVA. ASSISTENTES: AILTON FARIAS DA SILVA E DANIEL VIDAL PIMENTEL.
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA 31ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE B 2016, A SER REALIZADO NA ARENA JOINVILLE, EM JOINVILLE (SC);

Após nove rodadas sem vitória na Série B do Campeonato Brasileiro o Joinville voltou a vencer. Em casa a equipe Catarinense derrotou o Paraná Clube pelo placar de 1 a 0. Fernando Viana, no início do primeiro tempo, fez o gol da partida. O resultado foi bom para o JEC, mas o time segue no Z-4 da competição. Já o time paranista não se mexeu na tabela de classificação e segue ameaçado pela zona de rebaixamento.

Com a vitória o Joinville subiu uma posição na classificação da Série B, mas ainda não saiu da zona de rebaixamento. Agora é o 18º colocado com 29 pontos, quatro atrás do Oeste que é o primeiro clube fora do z4. Já o Paraná continua na 15ª colocação com 36 pontos e segue preocupado com a zona de rebaixamento.

Na próxima rodada o JEC vai encarar o CRB fora de casa e o Paraná, apesar de mandante, vai jogar com o Vasco em Cariacica, no Espírito Santo. Os dois jogos serão no próximo sábado (22).

Joinville marca gol logo no início e Paraná fica com um menos

Precisando muito da vitória para continuar sonhando com a permanência na Série B, o Joinville partiu para cima do Paraná desde cedo. A primeira chance dos donos da casa foi logo aos dois minutos de jogo. Reginaldo fez um cruzamento pelo lado direito e encontrou Jael na pequena área. Após o goleiro Wendell sair mal, o atacante mandou a bola por cima. E não parou por aí, o JEC continuou pressionando a equipe paranaense até sair o gol.

O gol da partida saiu aos oito minutos do primeiro tempo. O volante Tinga cruzou rasteiro para dentro da área, Jael escorregou, mas a bola sobrou para Fernando Viana – que de primeira – chutou a bola para o fundo do gol. A bola ainda bateu no goleiro antes de entrar.

Após o gol, os donos da casa continuaram da mesma forma. Com marcação alta e criando diversas oportunidades. Porém o gol mexeu com a equipe do Paraná, que começou a sair mais para o jogo. Aos 14 minutos, Lúcio Flávio chegou na linha de fundo e cruzou para o meio da área, onde estava colocado Rafael Carioca, que chutou forte no meio do gol, mas o goleiro do Jhonatan estava bem colocado e espalmou a bola evitando o gol. Após esse lance o Paraná melhorou na partida e conseguiu ter a posse de bola, mas a defesa bem postada do Joinville não deixava espaços para o adversário criar.

Aos 34 minutos, em cobrança de falta ensaiada do Paraná, Murilo deu uma cavadinha para Rafael Carioca, que ficou cara a cara com Jhonatan, mas, atento ao lance, o goleiro conseguiu evitar o gol de empate saindo nos pés do jogador do Paraná.

Antes do final do primeiro tempo o Paraná ainda teve um jogador expulso. Wellington Reis levou o segundo cartão amarelo após uma falta em Joel. O lance foi polêmico, pois os jogadores da equipe visitantes entenderam o lance como normal e reclamaram muito da arbitragem.

Joinville administra vantagem na segunda etapa

No segundo tempo, o JEC optou por controlar a partida, já que a situação era favorável no placar os donos da casa optaram por não se expor muito, pois a vitória hoje era fundamental. Já o Paraná com um jogador a menos encontrou dificuldades para sair jogando e manter a posse de bola. Quando chegava à frente, pecava no último passe.

A primeira chance do Joinville no segundo tempo foi aos 12 minutos com Erick Luis. O jogador recebeu a bola na entrada da área e arriscou um chute. A bola passou muito perto da trave do goleiro Wendell, assustando a equipe paranaense. A chance mais clara dos visitantes na segunda etapa foi em uma falta cobrada por Alisson, mas a bola passa por cima do gol, sem perigo.

Com o jogo totalmente controlado, o Joinville pouco fazia questão de aumentar o marcador. Já que não vencia a nove rodadas e o Paraná pouco criava na partida, o JEC não precisou de muito esforço para garantir a vitória diante de seu torcedor, apenas deixou o tempo passar.