Ramon Menezes minimiza derrota para o CRB: "Não temos tempo para lamentar"

Com o resultado sofrido, o Joinville se encontra a cinco pontos do Oeste, primeira equipe a deixar o temível Z-4

Ramon Menezes minimiza derrota para o CRB: "Não temos tempo para lamentar"
Ramom Menezes minimiza derrota diante do CRB e pede foco total no Brasil de Pelotas (Foto:Divulgação/Joinville)

Na noite deste sábado(22), o fardo dos mals resultados estava pesado no certame tanto para o mandante do embate, CRB, o qual não vencia a quatro jogos, quanto para o Joinville, vítima do temível Z-4. Esse fardo somente podia ser aliviado caso carimbassem a vitória, tarefa não cumprida por parte do JEC e favorável ao CRB.

Tendo em vista o resultado sofrido, juntamente com as demais seis partidas restantes para o fim do campeonato, consequentemente a situação dos catarinenses se complicou ainda mais com o término desta rodada. Equipe conta com apenas 29 pontos, 5 a menos do Oeste, primeiro time fora da zona.

O JEC entrou à todo vapor e as melhores chances vinham dos mesmos, tanta era a pressão que, ainda nos primeiros minutos do embate, Jael marcou aquele que poderia ser o gol da salvação tricolor. Contudo, Neto Baiano estava iluminado e virou para a equipe da casa que, carimbou o resultado em 2 a 1.

"Sabíamos da pressão, o adversário forte, a torcida pressionando. Estávamos preparados, sabíamos que seria assim, mas teríamos oportunidades. Com a bola, essa pressão poderia voltar contra o adversário. Mas cometemos alguns erros e o futebol exige o máximo de atenção. No segundo tempo tomamos o segundo gol, dificultou um pouco, mas não tivemos a força para que pudéssemos empatar e virar", avaliou.

Para o técnico Ramon Menezes, o domínio da partida esteve por várias vezes do lado do Joinville, mas a equipe acabou falhando. O mesmo ainda deu ênfase para o crescimento de seus comandados durante a partida e, pediu foco total para próxima rodada, a ser disputada diante do Brasil.

"A equipe conseguiu segurar bem. Jogar fora de casa é assim, saber segurar a pressão do adversário. Poderíamos até ter segurado mais a bola, mas não temos tempo para lamentar, precisamos pensar no Brasil. Fizemos coisas boas e vamos corrigir as falhas", afirmou.

Em busca de uma crescente na competição, o Joinville volta a campo na próxima sexta-feira(28), às 21h30min, diante do Brasil de Pelotas