Joinville perde dois pênaltis, empata com Bragantino e segue ameaçado de rebaixamento

As duas equipes precisavam da vitória para manterem viva a esperança de permanecer na Série B

Joinville perde dois pênaltis, empata com Bragantino e segue ameaçado de rebaixamento
(Foto: Divulgação / Joinville Esporte Clube)
JOINVILLE
1 1
BRAGANTINO
JOINVILLE: JHONATAN; REGINALDO, DANRLEI, LIGGER E FERNANDINHO; TINGA, KADU (CLAUDINHO), JUNINHO, FERNANDO VIANA (ERICK LUIS) E ALDAIR (CARLOS ALBERTO); JAEL. TÉCNICO: RAMON MENEZES
BRAGANTINO: RENAN ROCHA; GABRIEL DIAS, JULIANO E MARCEL; EDSON SITTA (GABRIEL NUNES), EVERTON DIAS, ALAN MINEIRO E FABIANO; RAFAEL GRAMPOLA, ANDERSON LIGEIRO E VITOR HUGO (ADENILSON); TÉCNICO: ESTEVAM SOARES
Placar: 0-1, 18'2T, ALAN MINEIRO; 1-1, 34'2T, JAEL.
ÁRBITRO: WAGNER REWAY (MT) APITA A PARTIDA. AUXILIADO POR EDUARDO GONÇALVES DA CRUZ (MS) E FABIO RODRIGO RUBINHO (MT)
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA 35ª RODADA DA SÉRIE B DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Jogando em casa, na noite desta terça-feira (08), o Joinville empatou em 1 a 1 com o time do Bragantino. O jogo foi válido pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Alan Mineiro (Bragantino) e Jael (Joinville) marcaram os gols da partida já no segundo tempo. O empate foi ruim para os dois times que continuam na zona de rebaixamento para a Série C. O JEC ainda perdeu dois pênaltis na segunda etapa.

Primeiro tempo muito equilibrado e de pouca qualidade

Para continuar com o sonho de se manter na Série B, as duas equipes precisavam muito de um bom resultado na noite desta terça-feira. Porém, os dois times não queriam acabar cedendo um lance de contra-ataque para o adversário. Assim o primeiro foi muito equilibrado. O JEC começou o jogo pressionando a equipe paulista, mas a defesa do Braga conseguiu conter o empolgado ataque dos donos da casa. Após ter acertado a marcação, os visitantes começaram a atacar mais, principalmente pelo meio de campo e saindo em contra-ataques.

As principais jogadas do primeiro tempo contaram com muita velocidade, mas não se destacaram pela qualidade. Aos 10 minutos Anderson Ligeiro acertou um bom passe para Rafael Grampola. Da entrada da área o atacante do Bragantino chutou para o gol, a bola passou muito perto, lavando perigo ao goleiro Jhonatan. O JEC tinha a posse de bola, porém não conseguia criar nenhuma oportunidade. A principal chance do Joinville foi em um cruzamento para a área. Juninho levantou a bola na área, mas a defesa do Massa Bruta mandou a bola para escanteio. Fora isso foram chutes sem direções.

Segunda etapa mais movimentada e com gols

Logo no inicio do segundo tempo O JEC já teve uma boa chance de gol. Aos cinco minutos do segundo tempo após tabela na lateral do campo área a bola foi mandada para a grande área. Tinga chutou para o gol, obrigando Renan Rocha fazer uma boa defesa. No rebote, Jael chutou em direção ao gol, o zagueiro Gabriel Dias evitou o gol em cima da linha, salvando o Bragantino. Antes disso o Braga já havia chegado uma vez ao ataque, mas o lance foi parado por impedimento.

A resposta do Bragantino veio dois minutos mais tarde com Gabriel Dias. Após a zaga cortar mal um cruzamento, a bola sobrou com o zagueiro que emendou um chute de primeira, muito forte, obrigando Jhonatan fazer uma grande defesa para evitar o gol.

O primeiro gol do jogo foi do Bragantino aos 18 minutos. Depois de uma cobrança de lateral na entrada da grande área, Rafael Grampola desviou a bola de cabeça e ela sobrou para Alan Mineiro, sem marcação, que chutou do centro da área para o fundo das redes abrindo o placar para os visitantes.

Após sofrer o gol, Ramon Menezes, técnico do JEC, colocou Erick Luis no jogo no lugar de Fernando Viana. Um atacante pelo outro. E mais tarde, aos 26, tirou o meia Kadu para a entrada de Claudinho, atacante. A entrada de Erick Luis deu certo e aos 34 minutos ele cruzou rasteiro no meio da área para Jael, que de primeira chutou forte para empatar a partida.

Os pênaltis perdidos

O empate não foi bom para nenhuma equipe, mas para o Joinville o empate foi ainda mais amargo. Isso porque a equipe desperdiçou duas cobranças de pênaltis. Ambos cobrados por Jael. Um aos 37 e o outro aos 41 minutos, quando a partida já estava empatada e se encaminhando para o final. Jael poderia ter sido o herói da noite, mas saiu vaiado por alguns torcedores.

Com o empate as duas equipes permanecem na zona de rebaixamento da Série B. O Joinville segue na 17ª colocação, agora com 34 pontos, três atrás do Oeste, primeiro time fora do Z-4. O Bragantino também não trocou de posição. Segue na 18ª colocação, agora com 32 pontos.

O próximo jogo do Joinville será fora de casa na próxima sexta-feira (11), às20h30, contra o Goiás. Já o Bragantino irá receber o Vasco no sábado (12), às 16h30.