Gastón explica alto números de cartões pelo Náutico: "Arbitragem não se adaptou ao meu estilo"

Lateral-esquerdo do Timbu está pendurado com dois amarelos, mas busca manter sequência como titular, ainda que improvisado na cabeça de área

Gastón explica alto números de cartões pelo Náutico: "Arbitragem não se adaptou ao meu estilo"
Foto: Léo Lemos/Náutico

O Náutico vive altos e baixos na Série B do Campeonato Brasileiro 2016, devido ao pouco tempo para treinar. Buscando se consolidar na boa fase, o Timbu visa superar além dos adversários, as más atuações longe dos seus domínios, pois venceu apenas uma vez como visitante na competição nacional.

Mesmo com o número baixo de treinamentos, com o time chegando a "realizar atividades" até dentro do avião. Alguns jogadores procuram manter a sequência como titular e usam a vontade dentro de campo para permanecer entre os 11. Um desses é o lateral-esquerdo Gastón Filgueira, que criticou a arbitragem brasileira por não se adaptar ao seu estilo de jogo, apesar do sangue portenho.

"Tenho tentado me adaptar ao estilo da arbitragem daqui (do Brasil), contudo a arbitragem ainda não conseguiu se adaptar ao meu estilo. Me seguro o máximo possível em campo, pois não posso deixar minha característica, a pegada. Gosto de chegar junto dos adversários, nas divididas, mas sem maldade", declarou o uruguaio, que ressaltou uma de suas dificuldades.

"Na lateral, muitas vezes, você encara um atacante de velocidade e isso lhe faz ter de tomar cuidado na hora do bote. Isso provoca a adaptação no jogo e, com isso, vou seguir tentando não tomar cartão. Eu já estou pendurado e não quero sair do time, pois pretendo dar sequência como titular e tenho de caprichar", completou Gastón.

Improvisado na cabeça de área nas últimas partidas, o atleta do time alvirrubro confessa que vem ficando mais exposto e susceptível para ser advertido com cartões: "Nesse último jogo, fiquei sozinho de frente para a linha da defesa. Isso me fez matar alguns lances, uma vez que se o adversário passar, ele sai na cara do gol", encerrou.

Os pernambucanos finalizam a preparação para o embate diante do Atlético-GO, nesta sexta-feira (1º), em Goiânia. A atividade ainda não tem local definido, entretanto será a última antes do confronto com o Dragão. A tendência é o escrete da Rosa e Silva ir a campo com: Júlio César; Joazi, Eduardo, Rafael Pereira e Henrique; Ygor, Gastón e Renan Oliveira; Rony (Taiberson), Bérgson e Jefferson Nem.