Atlético-GO e Náutico duelam para chegar mais perto do topo

Vice-líder Dragão deseja encostar no líder Vasco da Gama, enquanto Timbu quer voltar para o G-4 da Série B

Atlético-GO e Náutico duelam para chegar mais perto do topo
Atlético treina para enfrentar o Náutico. Foto: Divulgação/Atlético Clube Goianiense
Atlético-GO
Náutico
Atlético-GO: Márcio; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino, Michel; Pedro Bambu, William Schuster, Magno Cruz, Jorginho, Gilsinho; Alison. Técnico: Marcelo Cabo
Náutico: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Eduardo, Henrique (Matheus Muller); Gastón, Ygor, Hugo (Renan Oliveira); Jefferson Nem, Rony, Bergson (Tiago Adan). Técnico: Alexandre Gallo
ÁRBITRO: Grazianni Maciel Rocha (RJ). Assistentes: Eduardo de Souza Couto (RJ), Vanderson Antônio Zanotti (ES).
INCIDENCIAS: Partida válida pela décima quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, a ser disputada no estádio Serra Dourada, em Goiânia/GO.

Os objetivos de Atlético-GO e Náutico na Série B do Campeonato Brasileiro são bastante parecidos. Ambas as equipes estão bem colocados na tabela e certamente brigam pelo acesso. O Dragão está mais perto do objetivo, já que é o atual vice-líder com 25 pontos ganhos. Já o Timbu voltou a vencer e está cada vez mais perto do G-4, na sexta colocação com 21 pontos. Agora as duas equipes se enfrentam neste sábado (2) às 16 horas no Serra Dourada, em Goiânia, pela décima quarta rodada da competição.

O Rubro-Negro conta com a eficiência da sua defesa, que sofreu apenas oito gols em 13 rodadas, sendo apenas quatro deles jogando em seus domínios. E para esta partida o técnico Marcelo Cabo vai poder contar com o mesmo setor defensivo tão eficiente nos últimos jogos. A única novidade do Dragão em relação à vitória contra o Criciúma é a volta do meia-atacante Gilsinho, que cumpriu suspensão.

No Alvirrubro acontece exatamente o contrário: as mudanças na equipe são constantes e deverão ser vistas novamente no time que entrará em campo no Serra Dourada. Mas o técnico Alexandre Gallo espera contar com a eficiência do melhor ataque da Série B, com 23 gols, para furar o ferrolho atleticano. Mas terá um grande desfalque para a partida: o atacante Taiberson não foi liberado pelo Departamento Médico e não viajou com a delegação.

Dragão aposta na manutenção do time

O técnico Marcelo Cabo já sinalizou que não deverá efetuar nenhuma mudança significativa para o embate contra o Timbu. A defesa menos vazada da competição continuará sem nenhuma alteração, nem mesmo na lateral esquerda, onde o volante Michel vem atuando improvisado porém com boas atuações. A única alteração será no meio, com a volta de Gilsinho no lugar de Luiz Fernando.

A principal baixa do Dragão continua sendo no ataque. Júnior Viçosa, principal destaque da equipe, continua se recuperando de uma lesão muscular e não joga contra o Náutico. Romário, titular na lateral esquerda, também desfalca o Rubro-Negro. O treinador comandou um trabalho de finalização com a equipe no último treinamento, e aproveitou a coletiva pós-treino para convocar o torcedor atleticano.

"Nós entendemos a crise finaceira atual do País e agradecemos imensamente a participação dos torcedores que estão indo ver o time do Atlético. Na partida contra o CRB, quando perdemos, a torcida aplaudiu a equipe após o jogo. Isso foi motivo de comentários no vestiário e serviu de combustível para o grupo voltar a campo e buscar mais vitórias na competição. Então queremos muito esse apoio, quanto maior melhor", disse Cabo.

Mudanças e mais mudanças no Timbu

Ao contrário do treinador adversário, o técnico Alexandre Gallo fez mistério na escalação timbu para o confronto em Goiânia. Gallo poderá efetuar alterações em todos os setores do campo, mas as principais dúvidas estão na lateral esquerda, onde Matheus Muller e Henrique disputam posição, e no meio campo, em que Hugo pode entrar pela primeira vez como titular mas depende de sua condição física. Caso não esteja apto, Renan Oliveira ocupará a vaga.

Além disso, o comandante timbu chegou a testar Gustavo Henrique no lugar de Ygor como segundo volante, mas o mais provável é que este entre como titular. E existe a possibilidade de Tiago Adan ser o centroavante no lugar de Bergson. Gallo na entrevista coletiva após o último treino fez questão de exaltar a qualidade do adversário, e espera que o fator psicológico, trabalhado bastante durante a semana, seja o diferencial num confronto tão difícil.

"Tivemos dois jogos em que oscilamos no aspecto técnico. Mas em todos os outros nos concentramos e buscamos o resultado. A expectativa é encontrar um grande adversário. Respeitamos bastante o Atlético e sabemos que não será fácil. Trabalhamos muito o lado psicológico dos atletas para este jogo. Temos que manter o foco para buscar essa pontuação que é fundamental", afirmou Gallo.