Departamento médico cheio volta a ser problema no Náutico

A perda de atletas por lesão preocupa o treinador Alexandre Gallo, que precisa improvisar para manter esquema tático

Departamento médico cheio volta a ser problema no Náutico
Desfalques são dor de cabeça a mais para o técnico Alexandre Gallo (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Uma grande dificuldade que o Náutico vem enfrentando nessa Série B, é a dificuldade de manter uma sequência com o time – muitas por lesão – e o improviso de jogadores em posições diferentes das que costumam atuar. No momento, oito atletas estão no Departamento Médico do clube e são desfalques até a liberação do DM. Abaixo, a situação clínica desses jogadores:

Taiberson:
O atacante de 22 anos vinha de um bom momento quando teve uma contusão na musculatura posterior da coxa entre grau um e dois. A lesão aconteceu durante a partida contra o Vasco da Gama (14/06) e o atleta fez fisioterapia e transição, até voltar a ser relacionado – já como titular – no dia 9 de julho, contra o CRB-AL. Um exame prévio constatou que na partida de volta, Taiberson sofreu lesão de ligamento cruzado e poderá ficar de fora do Brasileirão.

Eurico:
Volante, o atleta também tem apenas 22 anos e se lesionou na mesma partida (contra o Vasco). Segundo o médico Múcio Vaz, o jogador deverá seguir na fisioterapia por mais algum tempo. “Eurico teve lesão muscular na região glútea direita. Foi uma lesão um pouco mais extensa, mas também vem evoluindo bem clinicamente e até superando as expectativas pela melhora da dor em pouco tempo. Está em fisioterapia e deve continuar por algum tempo lá”, explicou Vaz.

Rodrigo Souza:
Segundo o médico Fábio Ribas, o volante reclamou de dores na coxa direita após o jogo contra o Sampaio (27/05) e foi constatada lesão de grau um. Rodrigo voltou a campo no dia 18/06, contra o Bragantino, mas na rodada seguinte (21/06, contra o Brasil de Pelotas-RS), o atleta sofreu uma entrada violenta no tornozelo esquerdo e segue no Departamento Médico.

Esquerdinha:
O meia não joga desde a segunda rodada da Série B, na partida contra o Vila Nova, em maio. Uma lesão na região adutora, um pouco mais persistente, afastou o atleta dos gramados. Apesar de já ter sido liberado para a transição, o jogador está sendo observado e não há previsão de volta.

Maylson:
O meia de 27 anos foi um dos destaques do time no início do campeonato, mas, na partida contra o Bragantino (21/07), sofreu lesão na panturrilha esquerda. O atleta voltou a ser relacionado na partida contra o CRB-AL e entrou para o segundo tempo na vaga de João Ananias, que saiu sentindo dores.

João Ananias:
Foi o caso mais sentido pela torcida. Em ótima fase, sendo o maior “ladrão” de bolas do campeonato e tendo marcado seu primeiro gol da carreira, o volante de 25 anos caiu de mal jeito e ficou de fora por mais de seis meses. Na partida contra o Paraná, em novembro de 2015, o atleta até tentou voltar à campo após a lesão, mas seu caso era mais grave do que imaginava e foi necessário recorrer à uma cirurgia que o afastou do gramado até o dia 28 de junho, na partida contra o Luverdense.

João foi aplaudido na volta após romper o ligamento cruzado anterior e contundir o menisco. Após a volta, iniciou as três partidas no banco de reservas e foi acionado em duas delas (Luverdense e CRB, não atuando contra o Atlético-GO), e foi na partida contra o CRB que o atleta deixou o primeiro tempo reclamando de dores na coxa direita. O atleta foi medicado e, provavelmente já estará apto na partida contra o Goiás.

Niel:
Na partida contra o Vitória da Conquista, em 17 de março, na primeira rodada da Copa do Brasil, o volante sofreu uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e lesão no menisco, assim como João Ananias. O período de recuperação é de seis a oito meses para esse tipo de lesão.

Rafael Ribeiro:
O zagueiro da base já foi relacionado entre os profissionais, mas lesionou o joelho em maio e foi submetido à cirurgia, estando de fora até o momento.

Bérgson:
O atacante sentiu dores no posterior da coxa direita na partida contra o CRB no último sábado e passará por exames.

Yuri Mamute:
Na mesma partida (contra o CRB), pronto para fazer sua estréia com a camisa Alvirrubra, o atacante foi vetado de última hora por sentir dores no músculo anterior da coxa direita no aquecimento e também realizará exames para saber se está apto para enfrentar o Goiás no próximo sábado.