Buscando início positivo no returno, Náutico e Criciúma duelam por aproximação do G-4

Apesar de estarem em situações semelhantes na Série B, times vivem momentos distintos como mandante e visitante, respectivamente

Buscando início positivo no returno, Náutico e Criciúma duelam por aproximação do G-4
Foto: Caio Marcelo/Criciúma
Náutico
Criciúma
Náutico: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Adalberto e Mateus Muller; João Ananias, Gastón Filgueira e Renan Oliveira; Rony, Bergson e Jefferson Nem. Técnico: Alexandre Gallo
Criciúma: Luiz; Ricardinho, Raphael Silva, Ferron e Diego Giaretta; Barreto, João Afonso, Alex Maranhão e Juninho; Roberto e Jheimy (Niltinho). Técnico: Roberto Cavalo
ÁRBITRO: Jaílson Macedo Freitas (BA)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, a ser disputada na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata

Na tarde deste sábado (20), a partir das 16h, a Arena de Pernambuco será palco de um duelo bem equilibrado na Série B do Campeonato Brasileiro 2016. No jogo em São Lourenço da Mata, o terceiro melhor mandante na competição Náutico vai medir forças com o quarto pior visitante Criciúma, válido pela 20ª rodada, a primeira do returno. No turno, os tricolores levaram a melhor em casa por 1 a 0 com muita contestação - dos alvirrubros - da arbitragem por lance polêmico que ocasionou no triunfo.

Sem ser derrotado há três confrontos e se motivado com o fator casa, o Timbu vem de um empate sem gols ante o Oeste, em Barueri, que o deixou na parte superior da classificação. Os alvirrubros ocupam a 6ª posição e com 28 pontos ganhos, sendo totalizados em oito vitórias, quatro empates e sete derrotas.

O Tigre, contudo, foi surpreendido dentro de seus domínios na última rodada. Contra o Paysandu, em pleno Heriberto Hülse, os carvoeiros acabaram batidos pelo Paysandu por 3 a 0, ficando assim longe dos quatro melhores colocados, na 8ª colocação, somando 26 pontos, afim de se aproximar do G-4 diante dos recifenses.

O trio de arbitragem será formada por baianos e liderada por Jaílson Macedo Freitas, membro do quadro especial. Ele tem como auxiliares os conterrâneos Alessandro Álvaro Rocha de Matos e Elicarlos Franco de Oliveira, que é integrante do escalão da Fifa e é aspirante ao grupo internacional, respectivamente.

 Com desfalques, Gallo sinaliza novidades no meio

A Série B do Campeonato Brasileiro está voltando a fazer parte do dia a dia no Náutico. Na sexta-feira (19), o Timbu fechou os treinamentos antes do encontro contra o Criciúma, válido pela rodada de abertura do returno. Após passar duas semanas treinando, Gallo enfim pôde esboçar uma provável equipe titular.

Para o confronto diante do Tigre, o treinador alvirrubro não vai ter à disposição os volantes Maylson e Rodrigo Souza, lesionados, e Eurico, suspenso. Outro que virou desfalque de última hora foi o meia Hugo, que viajou ao Rio de Janeiro alegando problemas particulares, com o aval da diretoria.

O zagueiro Adalberto, vindo do América-MG, deve estrear na zaga ao lado de Rafael Pereira. De resto, a base que vinha atuando, ainda que o técnico tivesse testado um esquema com quatro atacantes, tem boa chance permanecer. Com isso, o meia Léo Santos seria recuado e com Renan Oliveira na armação, enquanto que João Ananias na marcação e Gastón na lateral, porém foi devidamente descartado.

"Testamos outro sistema de jogo e eventualmente, na partida, você tem necessidade de fazer mudanças, pois é bom ter peças. Treinamos com a opção de ter Gastón no meio, porém jamais vou escalar um atleta que diga: 'Não consigo fazer a função'. Se colocar, é porque eu já conversei com ele, colocamos ele em algum momento ou já jogou assim por outra equipe", assegurou o comandante.

Criciúma encara Náutico com dois desfalques

Buscando embalar na Segundona, o Criciúma viajou para Recife com duas ausências importantes. Tratam-se do meia Douglas Moreira, que tem edema na canela após uma pancada, e o artilheiro Gustavo, com uma contusão no adutor da coxa esquerda. Os respectivos substitutos deverão ser João Afonso e Jheimy, com Niltinho tendo chance de ter o lugar na referência.

Na semana passada, Roberto Cavalo testou um esquema com seis no meio-campo, mas o desempenho não foi bom, devendo seguir no 4-4-2. Reforçando o time catarinense, o treinador Roberto Cavalo aposta na sequência e no entrosamento dos meias Juninho e Alex Maranhão para manter o bom momento na criação.

Demonstrando preocupação com o segundo melhor ataque da Série B e reconhecendo a força do setor ofensivo do Náutico, Cavalo cobra da sua equipe o máximo de atenção possível, enaltecendo os adversários e destacando a característica individual de cada um. Para o técnico, o maior foco deve ser nos lançamentos e na criação dos lances.

"Eles trabalham com duas linhas de quatro e tem a qualidade do Rony. Tem o Bérgson, que é muito rápido, e o Jefferson Nem da mesma forma. Temos preocupação com o poder ofensivo do Náutico, pois tem muita qualidade. Pedi para que nosso grupo tenha uma atenção especial nos lançamentos e da iniciativa das jogadas", declarou Roberto.