Gallo não resiste à derrota para Sampaio Corrêa e é demitido do Náutico

Agora ex-técnico é afastado do comando dos pernambucanos após novo revés pela Série B, com diretoria prometendo agir rápido para o anúncio do substituto

Gallo não resiste à derrota para Sampaio Corrêa e é demitido do Náutico
Comandante do Timbu deixa o cargo após terceira passagem, com 25 jogos disputados em quatro meses e meio (Foto: Léo Lemos/Náutico)

O revés para o Sampaio Corrêa, na noite desse sábado (3), rendeu o cargo do técnico Alexandre Gallo no Náutico. Através de publicação no site oficial, na tarde deste domingo (4), a diretoria comunicou que Gallo estava demitido de suas funções para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro 2016 e da temporada, exaltando a parceria e os serviços prestados nos quatro meses e meio em que esteve à frente do clube.

Chegando para suprir a saída de Gilmar Dal Pozzo, demitido ainda no Campeonato Pernambucano, o comandante conseguiu assegurar o 3º lugar, vencendo os dois jogos diante do Salgueiro. Na Segundona, em 23 partidas, deixa o comando do Timbu na 8ª colocação, somando 31 pontos, distribuídos em nove vitórias, quatro empates e dez derrotas.

Depois de reunião, os dirigentes decidiram mudar e prometeram agir rapidamente para anunciar o novo profissional, que assume o posto para o Brasileirão. Um dos fatores que podem ter dado influência aos diretores foi a sacudida no grupo, alterando seis das 11 peças do time titular no confronto ante os maranhenses, sem surtir efeito imediato dentro de campo.

Nomes como o de Júlio César, Rafael Pereira, João Ananias e Bérgson, que seriam intocáveis, perderam espaço diante do Tubarão. Cotado a assumir a vaga no escrete de Rosa e Silva, o desempregado Givanildo Oliveira deixou em aberto uma possível negociação, ao ser procurado pela reportagem, assim como todo o seu corpo técnico, nem negando, nem confirmando nada.

Durante o tempo que comandou o alvirrubro, o treinador viveu altos e baixos no torneio nacional, com uma campanha bastante irregular, o que vinha deixando a torcida impaciente devido à oscilação. Longe do G-4, porém também afastado do Z-4, a equipe volta a atuar apenas no próximo sábado (10), na Arena de Pernambuco, em duelo contra o Bahia, às 16h30.