Com apenas um treino, Givanildo faz mistério no Náutico para duelo contra o Joinville

Treinador pode optar pela manutenção dos titulares, fazendo apenas substituições pontuais, como a de Rafael Pereira, suspenso

Com apenas um treino, Givanildo faz mistério no Náutico para duelo contra o Joinville
Givanildo teve apenas um treino para definir a equipe que jogará contra o Joinville (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Buscando subir na classificação, o Náutico enfrenta nesta terça-feira (13) o Joinville, pior mandante da Série B do Campeonato Brasileiro. Os Catarinenses tem apenas duas vitórias em casa, com um aproveitamento de aproximadamente 36%, mas, o treinador Givanildo Oliveira sabe que conquistar os três pontos não será uma tarefa fácil.

"Não tem essa do adversário estar mal. O Joinville pode estar mal em um jogo e de repente mudar totalmente. Porque ninguém joga sempre do mesmo jeito. É difícil ganhar lá. Já fui várias vezes e é sempre complicado. Mas eu espero que o nosso time jogue bem e saia de lá com a vitória", declarou.

O Timbu terá quatro desfalques para a partida, são eles o zagueiro Rafael Pereira, suspenso com o terceiro cartão amarelo, e os lesionados Maylson, Yuri Mamute e Vinícius. Porém, já pode contar com Joazi – lateral cumpriu suspensão – e com Marco Antônio, regularizado.

A expectativa para a partida é que Givanildo faça apenas a manutenção dos titulares. Apesar de apresentado e regularizado, Marco Antônio não viajou com o elenco e deverá fazer sua reestreia pela equipe na Arena de Pernambuco, sábado, contra o Paysandu.

O treinador alvirrubro lembrou que a janela de transferências fecha na próxima sexta-feira (16) e falou sobre a importância de um camisa nove no elenco.

“Eu estava pensando nisso antes do jogo. Está muito difícil encontrar um camisa 9, mas vamos procurar. Vamos atrás nessa semana e ver se até sexta-feira a gente consegue. É de grande importância”, encerrou.

A escalação provável do Náutico para a partida de amanhã, às 19h15, na Arena Joinville, terá: Júlio César; Walber (Joazi), Igor Rabello, Adalberto e Gastón; João Ananias, Rodrigo Souza e Renan Oliveira; Jefferson Nem, Bérgson e Rony.