Rafael Pereira volta a treinar e Givanildo praticamente define Náutico contra Vasco

Após sofrer um edema na coxa esquerda, zagueiro do Náutico fica à disposição do comandante diante do Cruzmaltino

Rafael Pereira volta a treinar e Givanildo praticamente define Náutico contra Vasco
Defensor foi substituído ainda no intervalo em jogo com o Paraná, mas já está recuperado (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Náutico encerrou preparação, para o embate com o líder Vasco, na manhã desta sexta-feira (30) no CT Wilson Campos. Sem mistério, por contar com a maioria do grupo, o técnico Givanildo Oliveira sinalizou a equipe que vai atuar na tarde desse sábado (1º), às 16h30, na Arena de Pernambuco. A novidade foi o zagueiro Rafael Pereira, que volta a ficar à disposição por um edema na coxa esquerda e ausência em de dois treinos.

Os desfalques do comandante alvirrubro para o duelo são os laterais Walber e Gastón Filgueira, na transição e suspenso, respectivamente. Com isso, Giva deve manter a base titular, com Rafael retornando nos 11 iniciais na vaga ocupada por Igor Rabello ao longo da semana, que volta a ser opção no banco de reservas.

Alvirrubros fecham preparação contra Vasco no CT Wilson Campos (Foto: Divulgação/Náutico)
Alvirrubros fecham preparação contra Vasco no CT Wilson Campos (Foto: Divulgação/Náutico)

Por ter boa parte do elenco disponível, o treinador do Timbu vai para o jogo sem esconder a escalação, mantendo Júlio César no gol, Joazi e Mateus Müller na lateral-esquerda, já Adalberto segue pela defesa. O meio-campo permanece com João Ananias e Rodrigo Souza na cabeça de área, com Marco Antônio e Vinícius na armação. Na referência do ataque, Rony - autor de um dos gols contra o Paraná - é mantido junto a Bérgson, que não marca há dez partidas.

Uma das peças fundamentais na série invicta com o novo "professor", o meia Marco Antônio relembra a sintonia da torcida com o clube, que caiu nos últimos três anos. Para o meio-campista, a motivação do torcedor virá através da confiança passada pelos jogadores dentro de campo.

"Os times que vinham de fora sofriam muito aqui. O torcedor, porém, é um espelho daquilo que ele vê em campo. Com o que ele tem visto nos jogos, tem confiança para ir ao jogo. Sei que não é fácil para o torcedor ir à Arena como era ir para os Aflitos, mas a gente tem que passar essa confiança e, assim, representar bem a instituição para incentivá-lo a ir a campo", garantiu o camisa 10.

Campeão pernambucano em 2004, meia pede apoio da torcida contra o Vasco (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Campeão pernambucano em 2004, meia pede apoio da torcida contra o Vasco (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Na quinta-feira (29), foi realizada atividade focada nas bolas paradas, tanto ofensivas como defensivas. No encerramento dos preparativos, por outro lado, os atletas fizeram um rachão mais descontraído, para dar maior ritmo. O time pernambucano deve ser escalado com: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Adalberto e Mateus Müller; João Ananias, Rodrigo Souza, Marco Antônio e Vinícius; Bergson e Rony.