Sem Adalberto, Givanildo sinaliza permanência de time titular contra Bragantino

Zagueiro, que se lesionou no rachão da véspera do confronto diante do Vasco, fica fora por um mês; treinador mantém base da equipe ante Massa Bruta

Sem Adalberto, Givanildo sinaliza permanência de time titular contra Bragantino
Defensor sofreu contusão na região lombar e desfalca o Timbu por 30 dias na Série B (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Na manhã desta segunda-feira (3), em São Paulo, o Náutico finalizou preparação para o duelo com o Bragantino, válido pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016. Acumulando a série invicta de cinco jogos com Givanildo, a equipe não vai ter força máxima ante o Massa Bruta, pois terá uma baixa. Trata-se do zagueiro Adalberto, que sofreu fissura entre duas vértebras da região lombar, quando era realizado o rachão na véspera do embate com o Vasco.

O defensor não atuou na vitória alvirrubra contra o Cruzmaltino e foi substituído por Igor Rabello, que teve uma atuação segura. A lesão ocorreu quando se chocou com o goleiro Rodolpho, que o atingiu sem intenção e com o joelho, fazendo-o deixar o treinamento chorando. A ausência contra o alvinegro foi a primeira desde a chegada, ainda em agosto.

O médico do clube, Fábio Ribas, afirmou que o atleta sente dores por toda a musculatura e prevê em um mês para retornar aos gramados pelo Timbu: "Adalberto sofreu uma fissura em osso próximo à coluna, está sentindo dores na musculatura da região e ficará em torno de um mês afastado", declarou o doutor.

Em compensação, o comandante do time pernambucano terá a volta do lateral-esquerdo Gastón Filgueira, que cumpriu suspensão contra o alvinegro carioca. Mateus Müller até foi elogiado pelo técnico, além do elenco como um todo, mas fica como opção entre os suplentes, já que o uruguaio mantém certa regularidade.

Meia Vinícius vem sendo um dos principais nomes desde que estreou (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Meia Vinícius vem sendo um dos principais nomes desde que estreou (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Uma peça garantida entre os 11 pelo treinador é o meia Vinícius, que vem sendo fundamental nas partidas, seja com gols ou criando lances essenciais no setor ofensivo. Reconhecendo a sequência dura, o meio-campista minimiza a maratona e diz que sua meta principal é ajudar na briga pelo acesso, ainda que o foco seja o adversário de Bragança.

"Vamos procurar nos doar ao máximo e, todo mundo que jogar, vai dar o máximo para depois vermos quem vai ter condições de jogar na sexta (7) diante do Ceará por causa do cansaço. O jogo da nossa vida agora é o da terça-feira (4) com o Bragantino. Brigaremos pela vitória para ver a Arena lotada novamente", afirmou o armador.

Sem mistério e com a manutenção dos titulares, a provável escalação do escrete da Rosa e Silva ao confronto é: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón Filgueira; João Ananias, Rodrigo Souza, Marco Antônio e Vinícius; Rony e Bérgson.