Almejando G-4, Londrina recebe lanterna Náutico pela Série B

Com três vitórias nos últimos quatro jogos, LEC quer melhorar desempenho em casa; Com desfalques importantes, Timbu tenta a segunda vitória no campeonato

Almejando G-4, Londrina recebe lanterna Náutico pela Série B
Foto: Divulgação/LEC
Londrina
Náutico
Londrina : César; Reginaldo, Marcondes, Gustavo Silva e Ayrton; Bidía, Rafael Gava, Celsinho e Artur; Safira e Jonatas Belusso. Técnico: Claudio Tencati.
Náutico : Tiago Cardoso; Sueliton, Breno, Feliphe Gabriel e Henrique Ávila; Darlan, Amaral e Diego Miranda; Erick, Manoel e Alison. Técnico: Beto Campos.
ÁRBITRO: Salim Fende Chavez (SP). Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP-FIFA) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP).
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA 16ª RODADA DA SÉRIE B DO CAMPEONATO BRASILEIRO, A SER DISPUTADO NO ESTÁDIO DO CAFÉ, EM LONDRINA (PR), ÀS 16H30.

Vivendo momentos distintos na Série B do Campeonato Brasileiro, Londrina e Náutico se enfrentam na tarde deste sábado (22), às 16h30 (de Brasília), no Estádio do Café, em Londrina (PR). A partida é válida pela 16ª rodada da Segundona.

Enquanto o time paranaense vive a expectativa de entrar na zona de acesso – apenas um ponto separa o Londrina do CRB, quarto colocado -, o pernambucano, afundado na lanterna do campeonato, não quer ver seus concorrentes contra o rebaixamento se afastarem. O Brasil de Pelotas, primeiro time fora da zona da degola, está a dez pontos do Náutico, que conquistou apenas sete.  

Para o duelo diante do Timbu, o Londrina terá os desfalques de Jardel, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Matheus, negociado com o Royal Antwerp, da Bélgica. Pelo Náutico, os atacantes Gilmar e Vinícius, e lateral-esquerdo Léo Carioca serão as ausências. 

LEC quer melhorar desempenho em casa

Embora tenha uma das melhores campanhas da Série B, o desempenho do Londrina jogando no Estádio do Café deixa a desejar: duas vitórias, quatro empates e duas derrotas. Para não ser surpreendido pelo lanterna da competição, o técnico Claudio Tencati prega cautela.

 "Temos que ter cuidado já que o Náutico evoluiu e fez bons jogos contra Santa Cruz e Juventude. Melhorou com as mudanças feitas no time e com as contratações. Não é mais aquela equipe frágil do início do campeonato. É mais consistente agora”, analisou o comandante alviceleste.

(Foto: Gustavo Oliveira/LEC)
(Foto: Gustavo Oliveira/LEC)

O Tubarão completou quatro jogos sem derrotas, na última tercça-feira (19), ao vencer o Goiás no Serra Dourada. A equipe do Paraná, no entanto, não vai poder contar com jogadores que foram importantes neste duelo.

Com saída de Matheus para o futebol belga, Marcondes assume a vaga do camisa 4. Já Bidía será o substituto de Rômulo, vetado com uma lesão muscular na coxa. Depois de cumprir suspensão contra o Goiás, o meia Celsinho volta ao time. A única dúvida do treinador é em relação ao ataque.

 "Só vou definir se mantenho o Safira ou retorno com o Wellisson. Já havia uma programação de tirar o Wellisson do jogo em Goiânia, em razão do desgaste, já que ele vinha parado há muito tempo. O Safira foi bem em Goiânia e é mais rápido. Vou analisar para decidir", disse o treinador.

Na sexta colocação, com 23 pontos, o Londrina pode entrar no G-4 em caso de vitória. Para isso, Internacional e CRB não podem vencer seus compromissos. O Colorado enfrenta o Vila Nova em Goiânia, enquanto o CRB recebe o Guarani no Rei Pelé, em Alagoas.

Com desfalque da dupla artilheira, Náutico busca recuperação fora de casa

A situação no Náutico é delicadíssima. Com apenas sete pontos conquistados de 45 disputados, o time pernambucano é o último colocado do campeonato, estando a cinco pontos do ABC, vice-lanterna. A sequência de bons resultados do Timbu foi quebrada na última rodada. Com a derrota para o Paysandu na última terça, o Náutico voltou a perder após pontuar em três jogos.

O técnico Beto Campos terá alguns problemas para montar o time que vai a campo neste sábado. Autores de cinco dos dez gols que o Timbu tem na Série B, os atacantes Gilmar e Vinícius desfalcam a equipe. O meia Giovanni, com uma lesão no joelho esquerdo, também não joga. Gerônimo, atacante formado na base, viajou para Londrina nesta sexta e já integra a deleção alvirrubra. O treinador comentou  as ausências.

“Infelizmente, temos tido problemas. Quando criamos uma identidade como equipe, perdemos três jogadores importantes, um em cada setor. Mas futebol é dessa maneira. Temos buscado no grupo jogadores com características parecidas para não mudar a nossa maneira de jogar”, salientou Beto Campos. 


Share on Facebook