Jefferson defende pênalti e Náutico se recupera na Série B ao vencer Boa Esporte

Timbu sai em vantagem e sacramenta vitória no fim após goleiro evitar empate, seguindo vivo na briga contra o rebaixamento

Jefferson defende pênalti e Náutico se recupera na Série B ao vencer Boa Esporte
Foto: Léo Lemos/Náutico
Náutico
2 0
Boa Esporte

Em partida de extremos na tabela, o Náutico recebeu o Boa Esporte e levou a melhor na tarde deste sábado (30) no Lacerdão, em Caruaru. A partida, válida pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, o Timbu mostrou mais eficiência nas finalizações e venceu por 2 a 0, com gols marcados por Rafael Oliveira Dico.

Com o resultado positivo, os alvirrubros agora ganham uma sobrevida na luta contra o rebaixamento apesar de permanecer na vice-lanterna, somando 23 pontos. Os bovetas, por outro lado, perdem a série invicta e estacionam nos 37 pontos ganhos, caindo para a 10ª colocação e em distância para o G-4.

Os times voltam a atuar, pela 28ª rodada da Segundona, só na próxima sexta-feira (6). Os pernambucanos vão a Goiânia para encarar o Goiás no Serra Dourada, às 21h30, enquanto os mineiros vão duelar contra o Paysandu no Estádio do Melão, em Varginha, às 19h15, tentando voltar a ficar próximo ao grupo de acesso.

Timbu volta a vencer após três jogos e quebra série positiva do Boa (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Timbu se recupera, volta a vencer após três jogos e quebra série positiva do Boa (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Precisando se recuperar na competição diante de um adversário que o foco era oposto, o Náutico até começou pressionando, porém o Boa se portou bem defensivamente e segurou os lances. Ainda assim, Ávila foi esperto após falta mal sucedida ao receber na pequena área e chutou, mas a bola acertou a mão de Casagrande e o árbitro apontou à marca da cal. Rafael Oliveira cobrou com categoria e estufou a rede, fazendo a torcida ir ao delírio.

Com bastante equilíbrio em campo, as equipes seguiram buscando ter boas oportunidades, porém não tiveram êxito nas conclusões. Tirando proveito de um descuido defensivo do Timbu, os bovetas tiveram uma cobrança da marca da cal a favor depois da bola ir na mão de Gilmar e a arbitragem marcar. Felipe Mateus bateu na direita e Jefferson pulou com perfeição para evitar o empate dos visitantes, deixando os pouco mais de dois mil torcedores felizes.

Nos minutos finais, contudo, o placar foi sacramentado pelos donos da casa em um contra-ataque mortal. Em um lançamento ainda da defesa e fazendo grande lance individual, Dico driblou o volante Geandro com velocidade e mandou uma bomba de canhota, sem dar chances para o goleiro Fabrício defender.

Náutico