Náutico derrota Guarani em duelo direto e ganha sobrevida contra rebaixamento

Timbu é mais eficiente, vence e segue vivo para evitar descenso à Série C, enquanto Bugre chega ao oitavo jogo sem vencer e vê Z-4 próximo

Náutico derrota Guarani em duelo direto e ganha sobrevida contra rebaixamento
Foto: Luís Francisco Prates/VAVEL Brasil
Náutico
2 0
Guarani
Náutico: Jefferson; Sueliton, Aislan, Feliphe Gabriel e Manoel; Amaral, Diego Miranda e Giovanni; Dico (Renan Paulino, min. 85), William (Bruno Mota, min. 63) e Rafinha (Leílson, min. 75). Técnico: Roberto Fernandes
Guarani: Vágner; Lenon (Luiz Fernando, min. 74), Ewerton Páscoa, Diego Jussani e Richarlyson; Baraka, Evandro (Caíque, intervalo), Bruno Nazário, Fumagalli (Denner, min. 62) e Kevin; Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer (interino)
Placar: 1-0, min. 11, Rafinha; 2-0, min. 76, Bruno Mota
ÁRBITRO: Pablo dos Santos Alves (PB). Cartões amarelos: Evandro (min. 31), Sueliton (min. 68), Bruno Nazário (min. 68), Leílson (min. 82), Dico (min. 84) e Diego Miranda (min. 86)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, disputada no Lacerdão, em Caruaru, em Pernambuco

Tentando dar a última cartada para seguir vivo contra o rebaixamento, o Náutico encarou o Guarani em confronto direto neste sábado (14) e saiu vitorioso. Em partida pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, realizada no Lacerdão, em Caruaru, o Timbu mostrou mais eficiência e venceu por 2 a 0, com gols de Rafinha Bruno Mota.

Com o resultado positivo, os alvirrubros ganham sobrevida e chegam a 26 pontos ganhos, ficando vivos para evitar a degola. Os alviverdes, no entanto, se complicam e agora estão há oito partidas sem saber o que é vencer no certame, ficando na 16ª posição e acumulando 34 pontos, em vantagem para o Luverdense por ter uma vitória a mais, apesar da mesma pontuação.

Os times voltam a jogar, pela 30ª rodada da Segundona, já nessa terça-feira (17). Os pernambucanos vão fazer novo confronto direto contra o CRB em Maceió, no Rei Pelé, às 21h30, bem como os paulistas, que vão medir forças diante do lanterna ABC no Brinco de Ouro, em Campinas, às 19h15.

Timbu é mais eficaz e sai em vantagem

Precisando da vitória a todo custo, as equipes começaram motivadas e indo ao ataque para abrir o placar. Antes dos cinco minutos, Lenon viu um espaço na pequena área e tentou cruzar, mas a marcação afastou. A sobra ficou no pé de Fumagalli, que emendou por cima do gol e não aproveitou a oportunidade.

Em seguida, o Náutico esboçou a reação e mostrou que estava vivo em campo, porém também não foi efetivo. Mais perigoso no início do jogo, o Guarani voltou a levar perigo e parou no goleiro. Bruno Nazário deu um chute firme de longe buscando surpreender e Jefferson conseguiu cortar o perigo.

Náutico é mais eficaz e sai em vantagem no intervalo (Foto: Divulgação/Guarani)
Timbu é mais eficaz nas finalizações sobre Guarani e sai em vantagem no intervalo (Foto: Divulgação/Guarani)

Focado na partida, o Timbu prosseguiu intenso e apresentou eficiência na finalização e saiu em vantagem, para delírio do público presente ao Lacerdão. Dico fez grande jogada pela esquerda e levantou na área, no entanto Rafinha se antecipou a Richarlyson e, aproveitando a falha, foi esperto e cabeceou para dentro do gol vazio.

Valorizando a vantagem parcial, os alvirrubros tiveram boa postura em sua defesa, apostando no contra-ataque como arma para marcar pela segunda vez. Os alviverdes, entretanto, foram mais dispostos em criar as chances do empate, contudo não concluíram com sucesso e viram o escrete pernambucano ficar à frente do placar no intervalo. Um desses lances surgiu quando Fumagalli cabeceou e o arqueiro fez um milagre. No rebote, Baraka bateu de maneira despretensiosa e Amaral afastou em cima da linha.

Náutico volta a marcar e sela triunfo

Com intuito de corrigir os erros, Umberto Louzer promoveu a saída do volante Evandro, amarelado e correndo risco de ser expulso. Com isso, o atacante Caíque entrou em sua vaga, dando maior intensidade para o setor ofensivo. Logo aos cinco minutos, Fumagalli bateu falta dentro da pequena área e o centroavante cabeceou sobre o gol.

Notando que o fôlego do ataque diminuiu consideravelmente, Roberto Fernandes efetuou a primeira modificação na equipe. Atacante William saiu cansado e abriu espaço para a entrada de Bruno Mota, que havia solicitado dispensa por falta de chances e foi reintegrado ao elenco do Náutico.

Timbu se mantém intenso e sai vitorioso diante do Guarani (Foto: Luís Francisco Prates/VAVEL Brasil)
Timbu permanece bastante intenso e sai vitorioso diante do Guarani (Foto: Luís Francisco Prates/VAVEL Brasil)

Apesar do equilíbrio na partida, as equipes não conseguiram criar com qualidade e pouco chegaram com perigo. Em desvantagem, o Guarani teve uma chance clara de deixar tudo igual, mas não foi efetivo. Após o cruzamento na área, Caíque ficou com o gol livre e cabeceou para fora. Logo em seguida, Dico tabelou com Giovanni, invadiu a área e rolou na medida para Bruno Mota, que só completou e estufou a rede.

Os minutos finais foram bastante intensos quanto o restante, contudo os times não atacaram com a mesma frequência, deixando o jogo sem tantas emoções. Os alvirrubros tiraram proveito da superioridade, já o Bugre não foi criativo e chegou à oitava partida sem vencer, vendo o Z-4 cada vez mais próximo.