Roberto Fernandes pede ao Náutico comprometimento nos jogos finais da temporada

Vitória deu moral a equipe que agora tem dois confrontos em casa na luta contra o rebaixamento

Roberto Fernandes pede ao Náutico comprometimento nos jogos finais da temporada
Foto: Divulgação/Náutico

Não bastasse a carga de nervosismo que sempre toma conta do Clássico das Emoções entre Santa Cruz e Náutico, o confronto dessa tarde (4), no Arruda, envolvia dois times que brigavam diretamente contra o rebaixamento, separados por apenas quatro pontos. Ao final, vitória do Náutico por 3 a 2, que deixa o time com um pouco mais de esperança.

Feliz pelo resultado, o técnico alvirrubro, Roberto Fernandes, fez questão de ressaltar o comprometimento dos seus jogadores, principalmente pelo time estar na situação em que está. Apesar disso, o comandante do Timbu afirmou que é importante manter essa mesma postura para os dois próximos jogos em casa.

"Eu já falei para os atletas no momento da oração, que o suor dessa vitória aqui não terminou ainda, ele segue na próxima terça-feira, porque é isso que nos restou na competição. Fazendo uma comparação não muito agradável, mas é como se fosse um doente na UTI, cada dia de vida é uma vitória. Então, cada rodada que o Náutico permanece com a esperança de permanecer na B é uma vitória. Mas temos que manter o foco. Para o Náutico, todos os jogos agora são decisões", disse Fernandes.

Além da vitória que em sentido dos números, já ajuda o Náutico, ainda há o fator do triunfo ter sido conquistado num clássico tão disputado, com os dois times partindo para cima e tendo que correr atrás do resultado, o que resultou numa partida cheia de gols e com duas viradas. Roberto Fernandes disse, inclusive que a vitória tem que ser comemorada ainda mais por ser um clássico.

"Realmente, um clássico das emoções, independente da posição das duas equipes na tabela. Duas viradas, o Náutico faz 1 a 0, o Santa vira o jogo e nós viramos novamente. As duas equipes, o tempo inteiro sem a preocupação de estudar o adversário. Desde o início, dentro da sua característica, dentro da sua imposição, as duas equipes partindo para o ataque. Então eu acho que ganhou o torcedor que veio ao estádio, principalmente o torcedor do Náutico", afirmou.

Com grande atuação, o atacante William marcou três gols no jogo. Foi a sua primeira vez na carreira que já é marcada por gols em clássicos. Com os gols de hoje (4), ele chegou a cinco na Série B do Campeonato Brasileiro, se tornando um dos fatores primordiais para o Náutico ainda ter chance. Ele falou da emoção de marcar em um clássico.

"Essa rapaziada merece muito essa vitória. Você ganhar um clássico nunca é fácil, porque o clássico mexe com a emoção do atleta. Tem que parar o campeonato, porque o clássico é um campeonato a parte, é uma guerra. Eu sempre fiz gols em clássicos e dessa vez não foi diferente, mas dessa vez eu marquei três, então eu fico muito feliz", disse o centroavante.