Após vitória, Roberto Fernandes desabafa contra críticos: "É um grupo que precisa de tempo”

Técnico alvirrubro aproveitou coletiva após jogo para comentar publicação de jornalista em rede social e pedir paciência aos torcedores

Após vitória, Roberto Fernandes desabafa contra críticos: "É um grupo que precisa de tempo”
(Foto:Léo Lemos/Náutico)

Sob os olhares atentos dos 929 torcedores presentes na Arena de Pernambuco na noite desta sexta-feira (19), o Náutico fez sua estréia no Campeonato Pernambucano com uma vitória dramática diante do América (PE). Com um jogador a menos e saindo na frente no marcador por duas vezes, o Timbu cedeu o empate pelas mesmas duas vezes. O alívio alvirrubro só veio numa falta cobrada por Willian Gaúcho, aos 48min do segundo tempo, que deu o trunfo por 3 a 2 aos comandados de Robeto Fernandes. O técnico pediu paciência aos torcedores que criticam o time nesse início de ano.

"A gente sabe que é bem natural toda a ansiedade pela falta de resultados no Náutico dos últimos anos, mas cada mal no seu dia. O campeonato de 2016, 2015, 2014, até o de 2005, não pode voltar atrás. A realidade do Náutico hoje é pés no chão, a não ser que venha uma situação nova em termos de recursos diferentes mas o que tem hoje é isso aí. Então esse é um grupo que precisa de tempo pra ele. A realidade precisa ser compreendida" , disse o treinador. Roberto ainda comentou a publicação de um jornalista no Twitter, onde o profissional afirmou, após a vitória do Botafogo(PB) sobre o Bahia, que o clube da Rosa e Silva estaria eliminado da Copa do Nordeste.

"Me chegou a informação que após o jogo contra o Altos(PI) ele cravou que o Náutico estava eliminado depois do primeiro jogo. Então assim... é uma piada, se for verdade. Eu respeito, mas isso é uma coisa que fomenta uma ansiedade muito grande", disse o comandante alvirrubro.

"Então se a gente empata hoje numa rodada que ninguém venceu, também estávamos eliminados no jogo contra o América(PE)? É preciso ter um pouco de paciência, é preciso ter um pouco de calma porque a realidade do clube hoje é outra e eu estou disposto a estar à frente desse processo com aquilo que é a nossa realidade agora. Se eu for vir aqui todo jogo falar isso, é complicado", completou.

O técnico enfatizou ainda a dificuldade que a equipe vem enfrentando com a reformulação e a maratona de jogos.

"O Náutico apresentou um grupo absolutamente novo, com a maioria dos jogadores parados a mais de três meses, fez uma pré temporada de três semanas e em 10 dias já fez quatro jogos na temporada". Treinador também destacou situação do Altos (PI), ainda remetendo à postagem do jornalista. 

"E só um detalhe porque eu acho importante a gente ter essa humildade. O Altos (PI), por exemplo, pegou 750mil de cota e não vai disputar a Série C nem D não. Então deixa eu falar uma coisa clara: a folha do Altos é compatível com a nossa. Então por que a gente tem que atropelar?", finalizou.

O Timbu entra em campo já no próximo domingo (21) contra o Central (PE) às 16h, em Caruaru, pelo Campeonato pernambucano.