Cuca valoriza empate contra Santos: "Ganhamos um ponto"

Após o clássico o treinador alviverde deu algumas palavras sobre os principais assuntos que surgiram na partida.

Coletiva Cuca

Nesta noite de terça-feira (12) o Palmeiras fechou a 14° rodada do Campeonato em um clássico, dessa vez o adversário era o Santos, e a noite começou ótima para o verdão, já que conseguiu novamente quebrar o recorde de público da Arena, dessa vez mais de 40 mil torcedores foram assistir ao empate da equipe por 1 a 1.

Com o empate o clube alviverde perde o status de 100% em casa mas mantém o de invicto, e com o ponto somado o Palmeiras termina a rodada novamente como líder isolado, com 29 pontos, porém apenas um ponto a frente do rival Corinthians. O verdão volta a campo no dia 17 contra o Internacional.

Após o jogo o treinador Cuca deu algumas palavras em sua entrevista coletiva.

"No primeiro tempo, fomos um pouco melhor. No segundo tempo, o Santos foi um poucão melhor. Teve mais controle de jogo, a posse de bola, tava com mais confiança. Quando recuperavamos a bola, nos acostumamos a jogar com uma forma, queria aquela forma, mas não tinha as peças. O próprio torcedor pressionava para fazermos a saída em velocidade, mas não tinha característica. Uma só tivemos, Dudu no Erik e o Vanderlei defendeu".

O treinador demonstrou sua infelicidade em ser obrigado a fazer as substituições no início do jogo mas se mostrou contente com o ponto conquistado.

"Perdemos a sintonia fina que tivemos nos outros jogos, a base da velocidade. Com outro tipo de jogo não conseguimos ser felizes. Perdemos dois jogadores importantes durante a partida, fica amarrado para fazer a troca. A terceira fiz com dez minutos. Empate justo, é um bom resultado para nós. Não é de todo ruim, não. Tem dias que a qualidade plástica não vai aparecer tanto, vai aparecer a entrega. E conseguimos um ponto". Completou o treinador.

Cuca também explicou o por que das substituições que fez e como o cenário do jogo de hoje modificou as trocas que ele pretendia fazer na equipe.

"As alternativas que eu tinha de velocidade hoje era o Erik, e jogou. Não tínhamos outra alternativa. Usamos as armas que nós tínhamos. Temos de conversar, esperar, organizar. Às vezes um tropeço é normal. Conversar com presidente, com o Mattos, antes do fechamento do mercado, avaliar o plantel, ver o que fizemos de bom, não são poucas coisas. Desgaste vem, desfalque vem..."

A partida de hoje levantou a questão de que talvez o Palmeiras precise de reforços para não ter problemas de falta de opções no decorrer do campeonato, e o treinador deu sua opinião sobre.

"Palmeiras tem um grande elenco, mas alguns pontos não temos jogadores nas mesmas características. Queria por Rafael Marques e Cleiton Xavier, não consegui colocar. O jogo me pediu o Edu e o Arouca. Temos muitos jogadores numa característica e algumas necessidades em outras características. Eu falo que se ficar mais forte a chance de ganhar é maior. Estou muito feliz com meu grupo. Se puder dar uma fortalecida é bom".

Cuca encerrou dizendo sua opinião sobre o novo reforço Mina, que fez seu primeiro gol pelo clube hoje.

"Muito bom no jogo aéreo, rápido. Estamos bem servidos com ele. Com Edu também, Thiago Martins, Vitor Hugo, Roger Carvalho É uma zaga de confiança. Torcer para a seleção ser pequena e que ele possa servir a seleção do país dele (na Olimpíada)".