Cuca analisa duelo contra Internacional e revela conselhos a Gabriel Jesus

Treinador pediu ambição para a equipe manter a liderança do campeonato; Cuca revelou procura de Gabriel Jesus para uma conversa.

Cuca analisa duelo contra Internacional e revela conselhos a Gabriel Jesus
Cuca falou que deu conselhos de avô para Gabriel Jesus ( Foto: Rafael Costa / VAVEL Brasil)

Após o treino desta sexta-feira (15) Cuca concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol. O técnico projetou a partida contra o Internacional  pela  15ª rodada do Campeonato Brasileiro.Será um jogo duro e difícil, a equipe do Inter está empolgada com a estreia do treinador e, com certeza, terá casa cheia. Nós temos de ter ambição e buscar manter a liderança do campeonato.” Analisou.

O Palmeiras costuma oscilar suas atuações jogando fora de casa, o treinador assumiu ficar incomodado com algumas partidas da equipe e busca um equilibrio. "Eu sempre procuro analisar os jogos junto com os jogadores. Se formos analisar os jogos fora de casa, contra a Ponte Preta não foi bom, contra o São Paulo não foi bom, contra o Flamengo foi bom, não só pelo resultado, mas o jogo. Contra o Coritiba foi bom, principalmente no segundo tempo, foi um pecado não ter ganhado."

"Contra o Cruzeiro foi ruim e contra o Sport foi bom. Alternamos três jogos bons e três ruins. Temos de entender o motivo de termos jogado mal esses jogos, e eu busco isso. Me incomodo o dia inteiro com isso, acordo pensando nisso, mas tenho de incomodá-los também (jogadores). Eles também entendem que às vezes é o mesmo time com outra atitude, mas estamos melhorando", comentou sobre a irregularidade do time nos último embates.

No final do treinamento, Gabriel Jesus procurou o técnico Cuca para uma conversa particular, enquanto os outros jogadores treinavam cobranças de pênaltis. O Treinador externou o assunto da conversa

" Foi o Gabriel que me procurou, isso é bom. Tenho idade para ser pai dele, quase avô, se der uma apertadinha (risos). É bom falar algumas coisas, o que já passamos, dar instrução. O Gabriel tem um futuro promissor. Conversarmos em termos de futuro e presente, para ele entender que a gente não deve perder nunca a origem de onde viemos, para que ele passe a ser uma pessoa bem quista pela sociedade, não só para o torcedor do time em que estiver ", finalizou