Gabriel Jesus volta e reclama da violência do Fluminense: “Rasgaram até minha chuteira”

Atacante foi o palmeirense que recebeu mais faltas na partida, em uma delas, Gum rasgou sua chuteira

Gabriel Jesus volta e reclama da violência do Fluminense: “Rasgaram até minha chuteira”
Gabriel Jesus é caçado por Gum durante a partida (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Após ganhar o ouro pela seleção olímpica, Gabriel Jesus voltou e viu o Campeonato Brasileiro na mesma situação: com o Palmeiras líder e ele artilheiro. Em campo, o atacante foi o jogador palmeirense que mais sofreu falta. Ao todo foram cinco faltas. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro distribuiu 12 cartões amarelos durante a partida.

Na saída de campo, o jogador desabafou contra o excesso de força na marcação tricolor. Em um lance Jesus até teve sua chuteira rasgada pelo zagueiro Gum. “Imaginava (que a marcação seria dura), mas hoje foi brincadeira. Rasgaram até a minha chuteira. Depois (eles) vem reclamar comigo”, disse Jesus.

"Não tenho culpa se eles me batem. Fomos bem demais, equipe soube controlar o jogo e colocamos em prática o que o Cuca nos pede", completou.

Jesus é o artilheiro do Campeonato Brasileiro com dez gols ao lado de Robinho. Na partida deste domingo, ele chegou a balançar as redes, mas teve o gol anulado corretamente pelo árbitro.

Em sua volta ao Palmeiras, o treinador alviverde comentou sua atuação e a importância dele para o time: “Ele é um dos grandes nomes do jogo, selecionável. Para marcar não é fácil. Tentaram encaixar a marcação, ele jogou contra dois jogadores bons e experientes. Isso tudo está servindo para ele de aprendizado. Temos de desfrutar até o fim do ano desse potencial dele. Não fez nenhum gol hoje, mas abre espaço, busca bola, faz a proteção e no mano a mano é muito importante, é quem dá aquela velocidade final que tanto precisamos.”

Nesta segunda-feira, Gabriel Jesus se apresenta para a seleção principal para a disputa das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. O Brasil vai enfrentar o Equador, na Colômbia, dia 1 de setembro, e a Colômbia no dia 6. O retorno do garoto de ouro do Verdão deve ocorrer contra o São Paulo, no dia 7 de setembro.