Gol marcado fora de casa anima Cuca para jogo de volta com o Grêmio

Treinador não aprovou a atuação de sua equipe na primeira etapa, mas ressalta o gol marcado fora de casa.

Gol marcado fora de casa anima Cuca para jogo de volta com o Grêmio
Palmeiras precisa de uma vitória para se classificar (Foto: Rafael Costa / VAVEL Brasil)

O Palmeiras foi até a Arena do Grêmio enfrentar o tricolor gaúcho pelas quartas de final da Copa do Brasil. Apesar da derrota por 2 a 1 o técnico Cuca não achou um mau resultado. "Nós não conseguimos nos adaptar nesse jogo,  no meio pra frente o Grêmio é muito rápido e na defesa chega muito forte. O Ramiro fez um belo gol e o segundo foi em bola parada."

"Tiramos um volante jogamos o time para frente, o nosso segundo tempo foi equilibrado, tivemos chance até o final de empatar o jogo, das derrotas, essa é uma boa derrota, se existe isso, o 2 a 1 e o 0 a 0 são próximos na Copa do Brasil. Uma vitória por 1 a 0 nos leva à semifinal. Um 2 a 1 leva aos pênaltis. Agora teremos três semanas para trabalhar bem.", analisou.

Na partida contra Coritiba e Grêmio, a equipe não teve bom rendimento na primeira etapa o que fez o treinador buscar novas opções "Tem que avaliar bem o que pode melhorar, lógico que hoje era um jogo diferente por diversas razões, um deles é o primeiro jogo (das quartas de final)  na casa do Grêmio se torna de caráter super decisivo. O Grêmio joga com apoio do torcedor e aposta  tudo em cima da Copa do Brasil, natural que tenha ânimo maior e se tornou um jogo de muito contato físico." , comentou Cuca

O Imortal entrou com uma novidade na escalação, Ramiro jogando pelo lado direito, Cuca confessou que não ficou surpreso com o jogador entrando de titular "Não me surprendeu o Ramiro, o Zé Roberto ja tinha me falado, ele jogou aqui e falou que o Ramiro ia jogar na direita, ele foi um bom auxiliar hoje e  também foi bem dentro do campo. É sempre difícil jogar contra um meio campo leve que flutua."

Sobre a discussão com Rafael Marques na última partida, Cuca minimizou o ocorrido e disse que o Palmeiras segue com um bom ambiente "Eu sempre resolvi meus problemas de forma direta, não mando recado, não deixo pra resolver depois de vários dias. Eu me dou bem com todo mundo, esse rapaz é querido por todos, uma pessoa boa e pura, as vezes você tem uma cobrança interna nos jogos. Nosso ambiente é muito bom." finalizou.