Em reapresentação após vitória no Recife, Palmeiras treina sob olhar de bom público

Ex-atletas do clube, Pedrinho e Felipe visitaram a Academia de Futebol e acompanharam as atividades do elenco ao lado do técnico Cuca

Em reapresentação após vitória no Recife, Palmeiras treina sob olhar de bom público
Elenco já visa duelo do próximo domingo (9), diante do lanterna América-MG, em Londrina-PR (Foto: Willian Pereira / VAVEL Brasil)

O ambiente no Palmeiras segue positivo. Sob o olhar de aproximadamente 50 estudantes de Educação Física de uma universidade do Paraná, a equipe realizou um treino aberto na Academia de Futebol, na tarde desta quarta-feira (5). Na reapresentação do elenco após a vitória contra o Santa Cruz, na última segunda-feira (3), apenas quatro atletas não estiveram presentes no gramado.

Alecsandro, com dores nas costas, não participou do treino. Enquanto Moisés e Zé Roberto fizeram atividades regenerativas na parte interna. Além deles, Gabriel Jesus também não compareceu. O atacante está em Natal, para servir a Seleção Brasileira.

O restante do grupo dedicou o dia para fazer um treino técnico em campo reduzido. No final do dia, o presidente Paulo Nobre apareceu para conversar com o técnico Cuca. Na última terça-feira (4), enquanto o time desembarcava de Recife, ele concedeu entrevista coletiva.

O elenco volta a Academia de Futebol na tarde desta quinta-feira (6). O próximo compromisso da equipe será no domingo (9), às 17h, contra o América-MG, no Estádio do Café, em Londrina.

A principal dúvida em relação à escalação segue no setor ofensivo. Sem Jesus, Erik, Leandro Pereira, Rafael Marques e Alecsandro disputam um lugar entre os titulares. Na zaga, para o lugar de Mina, convocado para a seleção colombiana, Edu Dracena deve seguir entre os 11 iniciais.

Presença de futuros treinadores

A atividade desta quarta-feira contou com a presença de dois ex-atletas que já vestiram a camisa do Palmeiras: os meio-campistas Felipe e Pedrinho. Enquanto Alberto Valentim conduzia as atividades em campo, a dupla assistia tudo do banco de reservas, ao lado de Cuca. Os ex-jogadores estudam para serem treinadores de futebol.

Felipe teve uma curta passagem pelo Palmeiras em 2001. Diferente de Pedrinho, que defendeu o Verdão por cinco anos. Foram 21 gols em 92 duas partidas. A passagem do “Reizinho do Parque”, apelido recebido pela torcida, foi marcada por diversas lesões.