Cuca mostra otimismo em relação ao time e tranquilidade sobre evolução: "Não tenho pressa"

Técnico do Palmeiras vê evolução nos últimos jogos, e afirma que achar a formação ideal é só questão de tempo

Cuca mostra otimismo em relação ao time e tranquilidade sobre evolução: "Não tenho pressa"
Foto: Cesar Greco / Ag Palmeiras

Nesta quarta-feira (19), o Palmeiras viajou até a Ilha do Urubu para jogar contra o Flamengo e empatou por 2 a 2. A partida foi válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, e marcou o confronto entre equipes que tiveram grandes investimentos mas não têm obtido o sucesso esperado na temporada. Com o resultado, ambos os times permanecem na zona de classificação para a Libertadores, mas distantes do líder Corinthians.

Após o apito final, o técnico Cuca deu entrevista coletiva e falou sobre o calendário do Palmeiras nas próximas semanas. Com jogos decisivos na Copa do Brasil e na Libertadores, ele mostra otimismo, afirmando que a equipe está melhorando e que conseguirá se estabilizar em todas as competições que disputa.

"Dia 9 [jogo contra o Barcelona de Guayaquil] não me preocupa, me motiva. Não posso pensar diferente, as coisas estão caminhando. Estamos entre os primeiros no Campeonato Brasileiro, mas vamos melhorar e buscar uma vaga direta na próxima Libertadores. Vamos evoluir muito. Empatamos fora de casa, contra uma equipe forte, está dentro do contexto".

Cuca voltou a falar que ainda não encontrou sua formação titular ideal. Com mais mudanças na escalação, como Jailson no gol e Michel Bastos na lateral esquerda, o comandante palestrino mostrou tranquilidade quando perguntado sobre a consistência dos 11 iniciais.

"Daqui a pouco temos Deyverson, a volta do Moisés. São jogadores que encorpam muito o elenco, a nível de titularidade. Eu não tenho pressa em definir a equipe, e não é porque não quero. Daqui a pouco faço um grande jogo e sei que as peças são essas. (...) Vamos buscando o que a gente pretende para um futuro próximo. Temos 80%, 90% da equipe já definida, as coisas vão se encaixando naturalmente".

Algo muito chamativo foi a quantidade de cartões amarelos que o Palmeiras levou durante o jogo - foram 9, no total. Dessa forma, a equipe perde quatro jogadores por suspensão para a próxima partida: Dudu, Tchê Tchê, Michel Bastos e Borja. Cuca também falou sobre isso, e lamentou as atitudes da arbitragem.

"Alguns cartões nós merecemos tomar, mas alguns não foram merecidos. Nós perdemos quatro jogadores e temos que lamentar mesmo", afirmou o técnico.

Com o empate, o Palmeiras se encontra na quinta colocação do Campeonato Brasileiro, com 23 pontos. O Verdão volta a campo no próximo domingo (23), quando encara o Sport na Ilha do Retiro, às 16h.


Share on Facebook