Cuca exalta atuação do Palmeiras ante Sport: "Excelente jogo, um dos melhores do ano"

Técnico do Palmeiras gostou da atuação de seu time, que jogou e venceu bem equipe do Nordeste nos domínios rubro-negros

Cuca exalta atuação do Palmeiras ante Sport: "Excelente jogo, um dos melhores do ano"
Cuca comandando seu time em mais uma vitória (Foto: Divulgação/SE Palmeiras)

No último domingo (23) o Palmeiras foi até Recife, buscando subir na tabela, para enfrentar o Sport na Arena Pernambuco e venceu o jogo pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, por 2 a 0, com gols de Bruno Henrique e Keno. O time teve uma boa atuação coletiva e voltou a não sofrer gols.

Em entrevista coletiva logo após o jogo, o técnico Cuca comentou sobre o jogo complicado que teve, sobre a atuação da equipe e sobre as mudanças que teve de fazer, pois teve 4 suspensos pra partida e alguns poupados.

"A gente sabe que jogar com o Sport aqui nesse atual momento é muito complicado, porque o Sport vinha de cinco vitórias em seis jogos. A torcida empurra mesmo, é um jogo que se você não entender, não souber jogar, você não ganha. Mexemos muito na equipe, por necessidade e opções. É um risco que a gente tem, mas temos que pensar no presente e no futuro. Priorizamos alguns que não estavam jogando e eles foram muito bem."

"Seria injusto hoje se não falasse de todos, do Jailson até o Erik, que fez uma grande partida, o Keno. O Deyverson, que se é um jogador tinhoso diria que não está pronto. Foi para o pau, é um centroavante que ganha a primeira bola, finaliza. Ficamos muito bem servidos agora com ele e o Borja. Temos que comemorar, porque foi uma vitória trabalhada. Não é fácil vencer o Sport, o Vanderlei tem conhecimento total do time dele e do futebol. Temos que saborear um pouco, porque quarta tem mais uma decisão."

Cuca falou sobre a sequência de jogos fora de casa que sua equipe está fazendo: "São três jogos complicados: Flamengo, Sport e Cruzeiro fora. Poderíamos ter vencido ou perdido do Flamengo, mas foi um bom jogo. Hoje foi um excelente jogo, um dos melhores do ano. Um jogo que dá confiança. A gente tem uma competição saudável internamente e todos crescem. Agora quarta-feira temos que buscar a vitória com inteligência e sabedoria. É difícil, mas temos condições."

O técnico palmeirense falou sobre dar oportunidade aos jogadores que não são considerados titulares: "É força do elenco e o leque que se abre. É bom dar oportunidade a jogadores que não vinham tendo. É um crescimento para todos nós. Ainda tem coisas boas para vir, melhora física, melhora técnica, tática, entrosamento. Coisas que com confiança você adquire mais rápido inteligência e sabedoria. É difícil, mas temos condições."

"Sempre que você vence as coisas tendem a ser favoráveis, o clima é bom. Hoje você está feliz, mas sabemos que temos que trabalhar forte já amanhã. Estou muito contente com o que jogamos contra o Flamengo, muito contente com o que jogamos aqui, e antes vencemos em casa. Estamos em uma sequência boa", completou o técnico, sobre a importância da vitória.

Cuca falou sobre Bruno Henrique, destaque da partida, ainda estar se adaptando e não estar em sua melhor forma física e sobre a escalação com 3 volantes: "A gente tem que ter calma. A exemplo do Deyverson, o Bruno veio de um processo acelerado de estreia para nos ajudar. Ele ainda não está no ideal, vem evoluindo. Ele não é um 'volante volante', ele chega na área, faz trabalho de um meia, como o Jean também. 'Ah, o Palmeiras está sem meia'. Não está."

"Eu tinha três atacantes. Não é o número de atacantes que diz se vai ser ofensivo ou não. Nós sempre jogamos na ofensiva. O importante no futebol não é quantos você tem lá na frente, e sim quantos chegam na área na hora de um cruzamento, uma tabela. Você tem que ter esse poder de chegada. Bruno tem, Jean tem, Erik tem, Deyverson tem, o Keno tem, depois o Guedes, o Veiga, todos têm. Amanhã ou depois a gente tem de volta o Guerra e jogamos com ele, que é um meia armador. Todos têm que entender a composição do jogo", disse o técnico, sobre sua forma de armar o time.

O comandante alviverde falou também sobre seu atual goleiro titular, Jailson, e sua série de jogos invicta (21) na Série A: "É espantoso mesmo, incrível. Eu não diria que ele tem só sorte. Sorte é importante a gente ter, em todos os sentidos, mas não é só isso que ele tem. É competência, frieza, calma. E o bom caráter que é. A gente está muito bem servido com Fernando Prass, Jailson, Vinicius. Espero que vá assim até o final."

E sobre seu próximo jogo, o técnico disse ter de pensar no time pois terá alguns desfalques: "Todos que jogaram têm condições de ser titulares, seria injusto elogiar alguém individualmente hoje. Todos jogaram muito bem. Agora é desfrutar um pouco e começar a pensar na montagem para quarta-feira, muitos desses jogadores não podem jogar. Vamos pensar bem, os jogadores que foram preservados vão estar em uma condição boa, mas isso não significa nada. Vamos ter que ter uma performance quase perfeita para passar na Copa do Brasil que vá assim até o final."

O Palmeiras volta à campo na próxima quarta-feira, pela Copa do Brasil. O time paulista viaja até Minas para enfrentar o Cruzeiro, precisando vencer pois empatou o jogo de ida em 3 a 3.


Share on Facebook