Palmeiras vence o Mirassol fora de casa pelo Campeonato Paulista (0-2)

Palmeiras vence o Mirassol fora de casa pelo Campeonato Paulista (0-2)
Mirassol
0 2
Palmeiras
Mirassol: F. Leal; D. Boza, Jesiel, E. Silva e M. Farias; W. Reis, L. Baiano, Paulinho e Rodolfo; Gilsinho e D. Baggio.
Palmeiras: Jaílson, Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Michel Bastos; Felipe Melo, Tchê Tchê e Lucas Lima; Willian, Borja e Dudu.
Placar: 0-1, min. 23, Borja. 0-2, min. 85, Dudu.

Agradecemos a todos que acompanharam esse grande aqui na VAVEL Brasil, um forte abraço.

Palmeiras vence o Mirassol por 2 a 0 e segue 100% em 2018.

48 min: Fim de jogo!

45 min: Teremos três minutos de acréscimos

43 min: No Palmeiras sai Tchê Tchê para entrada de Thiago Santos

42 min: André Luis também recebe cartão amarelo

41 min: Cartão amarelo para Felipe Melo

40 min: GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO PALMEIRAS! Dudu bate bem para ampliar o placar para o verdão

39 min: PÊNALTI! Dudu é derrubado na área por Jesiel, que recebe cartão amarelo

36 min: UUUUUUH! Dudu serve Borja que solta a bomba para ótima defesa de Fernando Leal

31 min: No Mirassol sai Rodolfo para entrada de Xuxa

29 min: Zé Roberto tenta agitar o ataque do Mirassol mas  Tchê Tchê recupera a posse

27 min: Palmeiras mexe denovo, entra Gustavo Scarpa na vaga de Lucas Lima

21 min: No Palmeiras sai Willian para entrada de Keno

15 min: UUUUH! Borja cabeceia e  Edson Silva salva o segundo gol do colombiano

11 min: Mudança dupla no Mirassol, saem Léo Baiano e Gilsinho para entradas de Zé Roberto e André Luis

9 min: Mirassol erra muitos passes nessa segunda etapa

0 min: Começa o segundo tempo!

47 min: Fim do primeiro tempo!

45 min: Paulinho recebe cartão amarelo

37 min: Jogo fica morno nessa primeira etapa

30 min: Antônio Carlos recebe cartão amarelo

23 min: GOOOOOOOOOOOOOOOOL DO PALMEIRAS! Borja divide a bola e ela sobra para Lucas Lima, que toca para o atacante que bate por baixo do goleiro para abrir o placar

21 min: UUUUUH! Rodolfo chuta e Jaílson faz grande defesa, no rebote Douglas Baggio bate e Lucas Lima se atira na bola para salvar a meta palmeirense

15 min: Cartão amarelo para Douglas Baggio

12 min: Douglas Baggio avança e bate cruzado assustando o goleiro Jaílson

7 min: Dudu recebe passe de Borja e tenta acionar Lucas Lima, mas a bola sai

0 min: Começa o jogo!

Já o Mirassol está escalado com: F. Leal; D. Boza, Jesiel, E. Silva e M. Farias; W. Reis, L. Baiano, Paulinho e Rodolfo; Gilsinho e D. Baggio.

O Palmeiras vem a campo com: Jaílson, Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Michel Bastos; Felipe Melo, Tchê Tchê e Lucas Lima; Willian, Borja e Dudu.

Vamos as escalações das equipes!

Após a goleada, o Mirassol caiu e ano passado voltou a elite paulista, quando enfrentou novamente o Palmeiras e dessa vez por 2 a 0.

Depois de cinco anos, o Palmeiras volta ao estádio Maião, em Mirassol, para enfrentar o Leão, como é conhecido o time da cidade, para outro jogo após o histórico 6 a 2 em 2013.

O volante comentou que o técnico Roger ajudou o elenco a colocar os pés no chão neste ano, dando a certeza que a pressão aconteceria novamente: “No início da temporada, na pré-temporada, logo que o Roger chegou, a gente teve uma conversa, foi dito sobre essas coisas, que a pressão aconteceria novamente esse ano. Acho que ano passado em algum momento nos perdemos e não soubemos conduzir isso. Mas esse ano acho que a gente está fazendo a forma correta, falando pouco e trabalhando muito no campo no dia a dia para que os resultados venham, claro com muita humildade”, finalizou.

Por fim, o último ponto importante da coletiva dele foi quando perguntado sobre o fato de o time estar sendo rotulado novamente como favorito para os títulos da temporada.

Danilo das Neves, nome do volante, trabalha com o quarto técnico diferente em sua passagem de dois anos pelo Palmeiras. Dessa maneira, foi perguntado sobre as diferentes ideias de Roger Machado, seu comandante atual e ele classificou o técnico como alguém de ideias modernas: “A gente tenta absorver o máximo possível, ele tem a linha de um  treinador mais moderno. Procuramos absorver bastante o que ele passa, ele tem muitas regras táticas durante a semana. A gente tenta levar para o jogo e vem dando certo”.

Ainda sobre os seus companheiros meio campistas, Tchê Tchê elogiou os dois meio-campistas: “São jogadores de altíssima qualidade, então a gente procura pegar as coisas que eles passam ali. O Felipe Melo tem jeito mais de alguém que gosta de mandar, mas no bom sentido, ele tem o jeito dele de líder e o Lucas Lima é mais brincalhão. Até na chegada dele a gente se surpreendeu, porque jogando contra é totalmente diferente né, e a gente queria ver como era o dia a dia. Ele vem se mostrando uma pessoa super gente fina, então a gente está feliz ali e espero q possamos dar continuidade”.

“Fico feliz, são números que estão ali, são pra todos. Infelizmente tem aquelas pessoas leigas que gostam de formar opinião por ai, em rede social, que não entendem de futebol e criam rótulos em cima de certas pessoas. Não me importo em ser o carregador de piano, o que eu me importo é em trabalhar, estar feliz aqui no Palmeiras e perto de uma marca pra mim muito importante que vai ser essa de 100 jogos. Uma marca que não é para qualquer um em um clube grande. Minha meta é ajudar o Palmeiras. Que exaltem outros, mas que eu esteja dentro de campo”, afirmou.

O jogador também teve que comentar sobre seu desempenho com o novo treinador Roger Machado, já que ele tem que trabalhar com grandes nomes como Felipe Melo e Lucas Lima, e dessa maneira, não se destaca tanto quanto ambos, mas tem função importante, já que está entre um dos quatro jogadores do time que mais criaram chance de gols e finalizaram. De acordo com ele, exaltar outros é algo comum, mas desde que ele esteja fazendo seu trabalho nos gramados.

Tchê Tchê também teve que responder sobre as “críticas” feitas por torcedores e jornalistas, já que o desempenho do mesmo caiu bastante desde seu primeiro ano pelo Palmeiras, em 2016. “O Tchê Tchê de 2016, foi só em 2016, agora é o Tchê Tchê de 2018 e é muito difícil que eu vá repetir aquilo. Já falei bastante sobre isso. Estou focado nesse ano, nunca fui uma unanimidade, nem pretendo ser. Procuro trabalhar e falar pouco, quanto menos eu aparecer... não me importo em ser preferido de um ou de outro. Estou aqui pra ajudar o Palmeiras. Tento fazer meu melhor, se eu estou dentro de campo, com um treinador ou com outro... e sempre que troca o treinador eu estou dentro de campo, então eu acho que tenho uma importância também.”

Segundo o jogador, a empolgação não pode acontecer ainda: “A gente encara com naturalidade, porque a gente vem treinando bastante. A gente sabe que se acontecer um resultado adverso as cobranças vão vir, então a gente tem que estar com a cabeça fria, sem empolgar, manter os pés no chão pra que a gente continue numa boa sequência.”.

A entrevista coletiva desta quinta-feira (08) ocorreu após o treino na Academia de Futebol, e o escolhido para conversar com os repórteres foi Tchê Tchê. Prestes a completar 100 partidas pelo Palmeiras, o volante teve que opinar sobre diversas questões. A primeira a ser respondida foi sobre o desempenho do time e quanto essa sequência de vitórias poderia representar para o resto da temporada.

O Palmeiras terá alguns desfalques para o duelo contra o Mirassol, Deyverson e Jean ainda se recuperam de lesão, já Moisés e Edu Dracena ainda estão em fase final de condicionamento físico e Diogo Barbosa continua se recuperando de um entorse no tornozelo esquerdo.

O time que deve começar a partida deve ser: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Michel Bastos; Felipe Melo, Tchê Tchê e Lucas Lima; Willian, Dudu e Borja.

Roger ainda foi questionado sobre as críticas da torcida em relação á Michel Bastos, que ano passado não foi muito aproveitado no clube, o treinador fez questão de elogiá-lo: "A gente vai ficando mais velho, e alguns rótulos começam a ser impregnados. O mais nocivo é o de "laranja podre" do grupo. Na verdade, quanto mais velho, você vira referência, tem papel de transmitir quem está acima de você. Essa gestão acaba sendo interpretada como jogador que cria problema. Outra é que quando fica mais velho, em alguns momentos, treinar menos é treinar mais. Treinando menos, ou sendo preservado de algumas atividades", disse o treinador

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (09) o técnico Roger Machado comentou sobre a presença de Michel: "É uma alquimia. É a gente tentar encontrar uma base, porque isso favorece a questão do entrosamento, e ao mesmo tempo criar alternativas. A gente vai encontrando o casamento. Possibilidade de o Michel começar o jogo amanhã. Treinou ontem uma parte, hoje em função de o Victor já estar habituado à bola parada", explicou.

Neste sábado às 19h (horário de Brasília), o Palmeiras enfrenta o Mirassol, confronto válido pela 6ª rodada do Campeonato Paulista. Michel Bastos deve ser a novidade na lateral-esquerda, ele treinou na equipe titular na atividade de hoje e deve ir para o jogo.

Bom dia para todos ligados na VAVEL Brasil! Hoje teremos o grande jogo entre Palmeiras x Mirassol ao vivo válido pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Fique conosco e acompanhe lance a lance dessa partida!