Roger sugere debate entre gestores do futebol após demissão de Oswaldo no Atlético-MG

Comandante do Palmeiras aproveita momento para propor discussão entre cartolas, imprensa e treinadores acerca do jogo

Roger sugere debate entre gestores do futebol após demissão de Oswaldo no Atlético-MG
Hoje no Palmeiras, Roger também passou pelo Atlético-MG, em 2017 (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

O técnico Roger Machado aproveitou a demissão de seu colega de profissão Oswaldo de Oliveira no Atlético-MG para sugerir um debate entre dirigentes, imprensa e treinadores. A ideia do comandante do Palmeiras é que essas três partes que trabalham com futebol fomentem a evolução do esporte como um todo.

"Em nome dos treinadores do Brasil e da FBTF [Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol], eu gostaria de solidarizar com o Oswaldo pela saída do Atlético. Em meu nome, quero propor que nós, gestores, imprensa e treinadores, como geradores de todo esse processo, promovamos um debate amplo sobre todas as questões envolvendo o esporte, para que a gente não perca a oportunidade de evoluir. Não usar o fato conflitante, mas sim para promover ações conciliadoras em torno do futebol, que é a nossa paixão", disse Roger, em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre o Mirassol, nesse sábado (10), fora de casa, pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

Oswaldo de Oliveira foi demitido do Atlético na última sexta-feira (9). Dois dias antes, ele chegou a discutir com o repórter Léo Gomide, da Rádio Inconfidência, de Minas Gerais, após o Galo empatar em 1 a 1 com o Atlético-AC, no Rio Branco, pela primeira fase da Copa do Brasil. O presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, negou que o atrito com o jornalista tenha sido o fator da queda de Oswaldo, que teve aproveitamento de 55% à frente do time atleticano.

Roger Machado começou a temporada passada no Atlético, mas acabou demitido em julho após desempenho irregular no Campeonato Brasileiro. Ele conquistou o Campeonato Mineiro, derrotando o Cruzeiro na final, e sua equipe teve o melhor rendimento da primeira fase da Copa Libertadores. Depois, o clube alvinegro teve outros dois treinadores: Rogério Micale (julho a setembro) e Oswaldo de Oliveira (setembro até o fim do ano).

Tite também quer 'melhorar' o debate

Em maio do ano passado, o técnico da Seleção Brasileira, Tite, deu uma palestra na sede da CBF, no Rio de Janeiro, e propôs um debate entre jornalistas e treinadores para evoluir o debate sobre o futebol.

"Aqui fica uma sugestão: tem um espaço para melhoria muito grande na relação técnico e imprensa. Há um espaço para nós melhoramos muito. Talvez nós realizarmos uma conversa, um simpósio, sei lá, para que haja um pouquinho mais de aproximação com ideias e autonomias", afirmou.