Paraná vence Bragantino fora de casa e chega ao G-4 da Série B

Equipe paranaense chega ao quarto lugar e torce por tropeço de rivais para seguir na zona de acesso à elite; Bragantino segue no Z-4

Paraná vence Bragantino fora de casa e chega ao G-4 da Série B
Lúcio Flávio marcou, de pênalti, o gol da vitória paranista (Foto:Divulgação / Paraná Clube)
Bragantino
0 1
Paraná
Bragantino: Felipe; Alemão, Lucas Rocha, Éder Lima e Bruno Pacheco; Gabriel Dias (Jefferson Baiano, min. 80), Daniel Pereira e Marcos Paulo (Watson, min. 70); Erick, Tartá (Claudinho, min. 83) e Rafael Grampolla. Técnico: Marcelo Veiga.
Paraná: Marcos; Diego Tavares, Leandro Silva, Alisson e Basso; Rafael Carioca, Murilo Rangel (Henrique, min. 60) e Robson; Lúcio Flávio (Pitty, min. 84), Válber e Fernandes (Claudevan, min. 70). Técnico: Marcelo Martelotte.
Placar: 0-1, min. 77, Lúcio Flávio.
ÁRBITRO: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS). Cartões Amarelos: Alisson (min. 31), Leandro Silva (min. 38), Basso (min. 65).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, disputada no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

Na tarde deste sábado (2) Bragantino e Paraná Clube se enfrentaram no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O duelo terminou com a vitória dos paranaenses por 1 a 0, com gol de Lúcio Flávio.

A vitória levou o Paraná ao quarto lugar da competição, com 23 pontos conquistados. O Tricolor agora torce por tropeços de Bahia e CRB, que ainda entram em campo nesta noite, para terminar a rodada na zona de classificação à elite nacional.

Em situação completamente oposta, o Bragantino ocupa a 17ª posição, na zona de rebaixamento para a Série C. Com a derrota desta tarde o Massa Bruta chegou a sete partidas sem vitória.

Na próxima rodada o Paraná voltará a atuar diante de sua torcida na terça-feira (5), quando recebe o Avaí às 19h15 na Vila Capanema. Por sua vez o Bragantino vai até Barueri, onde enfrenta o Oeste no sábado (9), às 16h.

Com poucas oportunidades, primeiro tempo termina sem gols

Os primeiros 45 minutos do duelo entre Bragantino e Paraná ilustraram aos torcedores os motivos de ambos os clubes estarem em posições muito aquém do esperado na tabela de classificação. Com muitos erros de passe e poucas oportunidades de gol, a primeira etapa decepcionou os torcedores presentes no estádio Nabi Abi Chedid.

A primeira descida ao ataque foi do Bragantino, após lançamento de Bruno Pacheco, Gabriel Dias tentou a finalização, mas o goleiro Marcos fechou o ângulo para fazer a defesa.

A equipe de Bragança Paulista voltou a buscar o gol aos 28 minutos, após bola rebatida na grande área Marcos Paullo chutou forte e acertou a trave direita do goleiro Marcos, na melhor oportunidade da primeira etapa.

Por parte do Paraná as raras descidas ao ataque limitaram-se à bola parada. Aos 32 minutos o Tricolor paranaense teve sua melhor oportunidade, após cabeçada de Alisson a bola passou perto da trave, assustando o goleiro Felipe.

Bragantino pressiona, mas Paraná sai com a vitória

Logo nos primeiros minutos da etapa final o time da casa voltou disposto a mudar a história do jogo e buscar a vitória que lhe tiraria da zona de rebaixamento da competição. Com dois minutos de jogo o atacante Rafael Grampolla recebeu passe de tartá e bateu firme, obrigando Marcos a fazer boa defesa.

Embora não criasse grandes chances era o Bragantino quem seguia buscando jogo em seu campo de ataque, enquanto o Paraná se arriscava nos contra-ataques.

Apenas aos 21 minutos o time paulista voltou a assustar o adversário, em cobrança de falta Marcos Paullo cruzou para a área e mais uma vez Rafael Grampolla apareceu para desviar e obrigar Marcos a praticar outra grande defesa.

Conseguindo impedir o time mandante de criar oportunidades de gol o Paraná passou a buscar o gol da vitória, e não demorou a encontrá-lo. Aos 31 minutos Robson recebeu a bola na área, driblou o zagueiro Alemão e foi derrubado. Na cobrança da penalidade Lúcio Flávio não desperdiçou e colocou os paranaenses em vantagem.

Com o placar favorável o time paranista voltou a se posicionar na defesa e pouco se arriscou no ataque, enquanto o Bragantino, embora buscasse sempre o ataque, não conseguiu voltar a levar perigo ao gol de Marcos, encaminhando a partida até o final com o placar sem novas alterações.