Paraná marca no fim, vira sobre Londrina e entra no G-4 da Série B

Vila Capanema tem recorde de público na temporada, com 14.094 torcedores, Tricolor vence rival e mantém tabu desde 2009

Paraná marca no fim, vira sobre Londrina e entra no G-4 da Série B
Foto: Rodrigo Sanches/Paraná Clube
Paraná
2 1
Londrina
Paraná : Richard; Cristovam, Maidana, Brock, Igor; Gabriel Dias (Vinícius Kiss, Min. 81), Leandro Vilela, João Pedro (Felipe Alves, Min. 66), Renatinho; Feijão (Matheus Carvalho, Min. 75) e Alemão. Técnico: Matheus Costa.
Londrina : César; Reginaldo, Dirceu, Edson Silva, Ayrton; Rômulo (Bidía, Min. 63), Artur, Germano, Rafael Gava, Celsinho (Negueba, Min. 76); Carlos Henrique (Alisson Safira). Técnico: Cláudio Tencati.
Placar: 0-1, Artur, Min. 15 || 1-1, Vitor Feijão, Min. 24 || 2-1, Renatinho, Min. 90+1.
ÁRBITRO: JEAN PIERRE GONÇALVES LIMA. AUXILIARES: LUCIO BEIERSDORF FLOR E LEIRSON PENG MARTINS. Cartões amarelos: Rômulo (Min. 34), Renatinho (Min. 58), Edson Silva (Min. 59), Ayrton (Min. 71).
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA 24ª RODADA DA SÉRIE B DO CAMPEONATO BRASILEIRO, DISPUTADO NA VILA CAPANEMA, EM CURITIBA (PR). PÚBLICO PAGANTE: 14.006. público total: 14.094 total. Renda: R$ 306.015,00.

Em partida válida pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Paraná levou a melhor sobre o Londrina, vencendo o rival por 2 a 1 na Vila Capanema, neste sábado (16). O Tubarão até saiu na frente com Arthur, mas o Tricolor buscou a virada com Vitor Feijão e Renatinho, este último marcando nos minutos finais da partida.

Com o resultado, o Paraná conseguiu a tão sonhada vaga na zona de acesso da competição. O time comandado pelo técnico interino Matheus Costa é quarto colocado, com 40 pontos, atrás apenas do Internacional (45), América-MG (45) e Vila Nova (42). Já o Londrina perdeu uma posição na tabela, caindo para a décima posição, com 33 pontos. 

As equipes voltam a campo já na próxima semana. O Paraná vai até Campinas para enfrentar o Guarani, na terça-feira (19), às 21h30, no Brinco de Ouro da Princesa. Precisando da reabilitação, o Londrina receberá o Santa Cruz, na sexta-feira (22), às 21h30, no Estádio do Café. 

Equipes empatam em primeiro tempo movimentado 

Com os resultados da rodada, o Paraná precisava de uma simples vitória  para entrar no G-4. Tal fato fez com que o time paranista pressionasse o adversário desde os minutos iniciais do cotejo. O Londrina, por sua vez, estava com sua linha defensiva bem postada, e não permitia que o time da casa levasse perigo. Em jogada individual, Renatinho arriscou de fora da área aos cinco minutos, e a bola passou rente à trave.

No embalo da torcida, o Paraná chegou com perigo aos 14 minutos. João Vitor abriu a jogada pelo lado esquerdo com Igor, que fez o cruzamento na medida para Vitor Feijão e o camisa 7 cabeceou perto da meta defendida por César, que só observou.

A resposta do Londrina não tardou. No minuto seguinte, em sua primeira chega ao ataque, o Alviceleste inaugurou o marcador. Em rápido contra-ataque, Carlos Henrique serviu Artur com um ótimo passe. Com extrema categoria, o meio-atacante tocou por baixo do goleiro Richard.

O gol animou o time visitante, que logo em seguida criou mais uma situação perigosa. Rafael Gava fez o cruzamento, e após confusão na área tricolor, a bola ficou com Germano, que finalizou mal. A bola ainda sobrou para Celsinho, mas o experiente jogador chutou para fora. Tentando se recompor pelo gol sofrido, o Paraná trocava passes no meio-campo, mas sem objetividade. 

O Tricolor só conseguiu furar o bloqueio defensivo do Tubarão com um lançamento do campo de defesa. E assim, o atacante Vitor Feijão pegou o rebote do goleiro César e empatou a partida, incendiando a torcida na Vila Capanema.

(Foto: Reprodução /Twitter)
(Foto: Reprodução /Twitter)

Com o placar em igualdade, o Paraná se reencontrou na partida e voltou a incomodar o time londrinense. O zagueiro Eduardo Brock quase virou o placar aos 35 minutos, em uma cabeçada que bateu no ferro de sustentação da rede. Já no final do primeiro tempo, Alemão recebeu cruzamento de Cristovam e, de frente para o gol, isolou a bola.

Renatinho marca no fim e decreta virada paranista

As equipes voltaram do intervalo com as mesmas formações. De diferente apenas o uniforme do Londrina, com um azul mais claro, diferenciando do Paraná. A primeira chegada incisiva da etapa complementar aconteceu aos dois minutos. Em uma bela cobrança de falta, João Pedro quase acertou o ângulo de César, que fez uma bela defesa.

O Tricolor era quem mais buscava o ataque, mas ainda esbarrava na defesa do Tubarão. Com tamanha dificuldade, Renatinho até chegou a simular um pênalti, mas o árbitro Jean Pierre não se deixou enganar e puniu o jogador com o cartão amarelo. Em um lance fortíssimo, Edson Silva parou Gabriel Dias com uma dura falta no meio-campo. O juiz também advertiu o jogador londrinense com o amarelo, mas os donos da casa pediram a expulsão do atleta.

Persistente, o Paraná seguiu procurando o gol de desempate. Alemão recebeu passe de Cristovam e finalizou da entrada da área, assustando o goleiro César. Aos 36’, Alemão fez o pivô para Matheus Carvalho, que pegou de primeira e chutou fraco. Sem deixar de acreditar, o Paraná chegou novamente aos 46 minutos. Em um lance de felicidade, Renatinho acertou um belo chute no ângulo do goleiro César, decretando a virada no placar e vitória tricolor: 2 a 1.