Na estreia de Dal Pozzo, Paysandu vence Avaí com gol irregular e deixa Z-4

Apesar de ter sido o melhor time durante grande parte do jogo, gol de Jhonnatan em posição de impedimento foi o que garantiu a vitória do Papão na primeira partida com novo técnico

Na estreia de Dal Pozzo, Paysandu vence Avaí com gol irregular e deixa Z-4
Jhonnatan marcou o único gol da partida em Belém (Foto: Fernando Torres/Paysandu)
Paysandu
1 0
Avaí
Paysandu: Emerson; Edson Ratinho, Fernando Lombardi, Gilvan, Lucas; Ricardo Capanema, Augusto Recife (Ilaílson, min. 24/2ºt), Jhonnatan, Rafael Costa (Alexandro,min. 45/2ºt); Leandro Cearense, Fabinho Alves (Hiltinho, min. 19/2ºt). Técnico: Gilmar dal Pozzo
Avaí: Renan; Renato (Alemão, intervalo), Fábio Sanches, Gabriel, João Paulo; Luan, Lucas de Sá (Iury, min. 31/2ºt); Tauã (Lucas Fernandes, min. 16/2ºt), Tatá, Romarinho; William. Técnico: Silas
Placar: 1-0, min. 22, Jhonnatan
ÁRBITRO: Renato Cardoso da Conceição (MG), auxiliado por Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Anderson Moreira de Farias (CE). Amarelos: Edson Ratinho, Alexandro (PAY); William, Luan, Renato, Fábio Sanches, Tatá, Gabriel (AVA)
INCIDENCIAS: 9ª rodada da Série B do Campeonato BRasileiro 2016, no Estádio da Curuzu, em Belém, PA. Público pagante: 3.896 torcedores. Renda: R$ 19.422,00.

Depois de cinco rodadas, o Paysandu voltou a comemorar uma vitória na Série B. Na estreia do técnico Gilmar Dal Pozzo, Jhonnatan, impedido, marcou o gol da vitória sobre o Avaí por 1 a 0, na Curuzu. O Papão deixou o Z-4 e agora está em 16º lugar, com nove pontos. Já o Leão, que perdeu a terceira seguida, caiu para o 13º lugar, com 10 pontos.

No próximo sábado (18), o Paysandu enfrenta o líder Vasco no São Januário, às 16h30. Um dia antes, na sexta-feira (17), o Avaí encara o Goiás, às 21h30, no Serra Dourada.

Paysandu aperta no início e larga na frente com gol irregular

Com a estreia do treinador Gilmar dal Pozzo, o Paysandu começou pressionando o Avaí. Com menos de um minuto, Fabinho Alves cruzou da esquerda e Jhonnatan cabeceou, mas Renan espalmou. Logo na sequência, em cobrança de escanteio para a área, Fernando Lombardi subiu de cabeça, mas cabeceou no travessão de Renan.

Como habitual, o Avaí não conseguiu manter a posse de bola e nem se defender com eficiênia nos minutos iniciais. Aos 14, após cruzamento para a área, Rafael Costa cabeceou, mas Renan defendeu. No rebote, Ricardo Capanema bate forte, mas novamente o goleiro do Avaí salvou. Oito minutos depois, Lucas levantou pelo lado esquerdo, Leandro Cearense desviou e, Jhonnatan, em posição irregular, limpou João Paulo, bateu forte de pé esquerdo e a bola explodiu na trave antes de morrer na rede para abrir o placar na Curuzu.

A partir daí, o Paysandu diminuiu seu ritmo e o Avaí passou a ter mais posse de bola, mas sem criar muitas oportunidades. A grande chance avaiana no primeiro foi aos 37, quando  Renato fez grande cruzamento da direita e encontrou William livre na pequena área, mas o centro-avante errou a cabeçada e mandou a direita do gol. Assim, o Papão, que teve 54% de posse de bola e finalizou cinco vezes na direção do gol - contra nenhum chute certo do Leão nos 45 iniciais - levou a vantagem de um gol para o intervalo.

Com posse ineficaz e sem criatividade, Avaí pouca assusta

Para o segundo tempo, o técnico Silas trocou o amarelado lateral Renato por Alemão. Diferente da primeira etapa, o Avaí teve mais posse de bola - terminou o jogo com 56% -, mas pouco criou chances. Aos 7, Lucas de Sá arriscou chute de longe, mas Emerson caiu no canto direito e fez defesa segura. Este foi o único chute certo do time catarinense em todo o jogo.

Um minuto depois, após falta cobrada para a área, Lucas saiu na cara de Renan, mas não conseguiu desviar com força e Renan tirou. No geral, o segundo tempo foi de um domínio estéril do Avaí, que teve mais posse de bola e rondou a área bicolor, mas com muito cruzamentos errados - 24, contra apenas quatro certos. O técnico avaiano tentou colocar o time mais a frente com Lucas Fernandes e Iury nas vagas de Tauã e Lucas de Sá, mas o time em nenhum momento realmente pressionou o Paysandu.

Apesar do nervosismo, o Paysandu conseguiu segurar o 1 a 0 sem muitos problemas, até pela ineficiência do rival, mas mantendo-se com a perigosa vantagem de um gol. Já aos 48, de tanto levantar a bola na área, o Avaí assustou. Após bola alçada na área, Iury dividiu e, no rebote, tentou de bicicleta, mas Lucas afastou o perigo para o Papão na pequena área e garantiu três pontos para os paraenses.